Fora de Jogo Corinthians lamenta hostilidade contra palmeirenses no metrô

Corinthians lamenta hostilidade contra palmeirenses no metrô

Torcedoras estavam no mesmo vagão que corintianos, no dia do treino aberto do time alvinegro, no Itaquerão, antes da semifinal da Copa do Brasil

Palmeirenses no metrô

Palmeirenses deixaram vagão

Palmeirenses deixaram vagão

Reprodução

Dois dias depois de duas torcedoras do Palmeiras serem hostilizadas no vagão de uma estação de metrô de São Paulo, o Corinthians emitiu nesta quinta-feira (27) uma nota pedindo desculpas.

Fora da arena de mármore: sem dinheiro ou ingresso no Itaquerão

As torcedoras, vestidas com a camisa do Palmeiras, estavam na linha 3-Vermelha, no mesmo caminho de torcedores do Corinthians. Na última terça-feira, o time alvinegro fez um treino aberto no Itaquerão, na véspera da semifinal da Copa do Brasil.

“O Corinthians lamenta e repudia qualquer ato de violência, especialmente contra a mulher. O clube pede desculpas à torcedora palmeirense que foi covarde e lamentavelmente agredida no metrô”, diz a nota.

COSME: O humilde Corinthians elimina o milionário e favorito Flamengo

Em uma das imagens que circulam nas redes sociais, é possível observar as torcedoras sendo encurraladas em uma das portas do metrô e serem forçadas a sair. Um homem aparece ainda tentando acertar um chute em uma das mulheres.

O episódio aconteceu na semana em que o ex-presidente da torcida Gaviões da Fiel, Rodrigo Fonseca, conhecido como Diguinho, foi absolvido pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) pela morte do integrante da Mancha Alviverde Diogo Borges, 23 anos, em outubro de 2005, na estação Tatuapé do metrô.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Montagens mostram Ronaldinho em dezenas de rolês aleatórios

    Access log