Fora de Jogo Boateng é condenado a pagar R$ 11 milhões por agredir ex-namorada

Boateng é condenado a pagar R$ 11 milhões por agredir ex-namorada

Justiça da Alemanha considerou o jogador culpado nesta quinta-feira. Atleta terá que pagar multa, mas não será preso

  • Fora de Jogo | Do R7

Jérôme Boateng foi condenado por agredir a ex-esposa, mas não ficará preso

Jérôme Boateng foi condenado por agredir a ex-esposa, mas não ficará preso

Alexander Hassenstein / POOL / AFP

Na quinta-feira (9), um tribunal de Munique condenou o jogador de futebol alemão Jérôme Boateng, novo zagueiro do Lyon, ao pagamento de uma multa de 1,8 milhões de euros (R$ 11,2 milhões) por agressão contra seu ex-parceira e mãe de seus dois filhos.

Os magistrados consideraram Boateng culpado de espancamentos e ferimentos, após um dia de audiência, e puniram-no com uma multa correspondente a trinta vezes o valor de 30.000 euros, apurou a reportagem.

O alemão de 33 anos e ex-zagueiro do Bayern de Munique enfrentou uma pena máxima de cinco anos de prisão por fatos ocorridos durante férias no Caribe, em julho de 2018. Boateng compareceu ao tribunal às 10h (horário local) para a audiência, acompanhado por seu advogado Kai Walden.

Segundo Anne Leiding, porta-voz do promotor de Munique, "Boateng primeiro jogou uma lanterna na direção da mulher, insultou-a e jogou um refrigerador portátil nela" que acabou atingindo a parte superior direita do corpo da mulher.

“Aí ele se afastou e depois se voltou contra ela, insultou-a de novo, bateu e puxou-lhe o braço”, acrescentou a porta-voz, especificando que esses elementos são apenas parte da denúncia e que era preciso “esclarecer o que aconteceu, e descobrir se tudo isso corresponde à realidade ou não. "

Outro lado

Boateng foi condenado nesta quinta-feira pela Justiça da Alemanha

Boateng foi condenado nesta quinta-feira pela Justiça da Alemanha

CHRISTOF STACHE / AFP

Boateng respondeu às acusações por quase duas horas. Segundo sua versão, foi a ex-mulher que se mostrou agressiva, tendo até machucado o lábio do jogador com uma pancada. "Eu não fui violento, não a ataquei", disse ele. A ex-esposa do atleta manteve sua versão: "Ele meteu o polegar no meu olho, mordeu minha cabeça e me jogou no chão pelos cabelos".

Na época, o jogador estava em negociações com o Paris Saint-Germain e Boateng disse que a briga do casal girava principalmente em torno das exigências da ex-esposa para segui-lo até Paris. A transferência acabou não acontecendo e ele continuou jogando em Munique.

Ambos também estão em uma disputa judicial para obter a custódia de seus dois gêmeos de 10 anos, que moram com ele. Essa questão também foi, indiretamente, uma das questões afetadas por este julgamento em Munique.

Corpo que caiu de avião era de jogador da seleção do Afeganistão

Últimas