Fora de Jogo Aposentado, carrasco do Brasil na Copa corre maratona em menos de três horas: 'Como ganhar um título'

Aposentado, carrasco do Brasil na Copa corre maratona em menos de três horas: 'Como ganhar um título'

Arjen Robben, aos 39 anos, correu os 42 km da prova de Roterdã, da Holanda; atacante pendurou as chuteiras em 2021

Lance
Ainda exausto, o holandês
 deu uma entrevista após completar a maratona

Ainda exausto, o holandês deu uma entrevista após completar a maratona

Reprodução Youtube/Rijnmond

Aposentando desde 2021, o ex-atacante Arjen Robben mostrou que ainda está em plena forma física e conseguiu terminar a Maratona de Roterdã, realizada no último domingo (16), na Holanda. O ex-jogador finalizou a corrida em 2h58min33, superando a marca de 3h13min40 alcançada na edição do ano passado.

Desde que anunciou a aposentadoria dos gramados, Robben, no auge dos seus 39 anos, tem se dedicado às corridas de rua. Na Maratona de Roterdã, realizada anualmente desde 1981, o holandês precisou percorrer os desafiadores 42 km. O vencedor da edição deste ano foi o belga Bashir Abdi, com um tempo de 2h03min47.

Robben conversou com a imprensa local após o término da prova. O ex-jogador admitiu que estava "destruído", mas celebrou o tempo alcançado na maratona.

"Estou totalmente destruído, mas consegui. Não sou mais um atleta profissional, mas posso dizer a vocês que, se você terminar uma maratona em menos de três horas, você é um atleta top. É quase como ganhar um título", afirmou.

Ídolo do Bayern de Munique, onde atuou por dez anos e conquistou inúmeros títulos, Robben teve como último clube o Groningen, da Holanda, time no qual também iniciou a carreira. Além das duas equipes, o ídolo da seleção holandesa vestiu as camisas de Real Madrid, Chelsea e PSV durante a trajetória profissional no futebol.

O atacante também esteve em campo na fatídica eliminação da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2010, nas quartas de final. Além do bom desempenho, Robben ficou marcado por levar um pisão de Felipe Melo durante o jogo, que causou a expulsão do volante brasileiro.

'Me dou muito bem comigo mesma', diz atleta após sair de caverna onde estava há 500 dias

Últimas