Esportes Flamengo inicia a troca de ingressos para partida da Libertadores em Brasília

Flamengo inicia a troca de ingressos para partida da Libertadores em Brasília

O Flamengo iniciou nesta terça-feira a troca dos vouchers pelos ingressos físicos para a partida contra o Defensa y Justicia, da Argentina, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Os pontos de troca são no Rio de Janeiro e em Brasília, local da partida. A capacidade do estádio Mané Garrincha está limitada a 25% do total, o que corresponde a cerca de 18 mil torcedores. O clube carioca não divulgou o total vendido até o momento.

A venda digital foi promovida para evitar aglomerações em função da pandemia do novo coronavírus. O Governo do Distrito Federal permitiu a presença de público no estádio com algumas restrições. É preciso ter tomado as duas doses da vacina (ou dose única) contra a covid-19 até o dia último dia 6. Outra opção é apresentar resultado negativo do exame RT-PCR realizado a partir das 21 horas da última segunda-feira.

De acordo com o novo decreto, os torcedores vão ficar divididos em setores para vacinados (leste inferior) ou testados negativamente (demais setores). Gestantes e menores de 18 anos não poderão ir ao jogo nem acessar o estádio. O uso de máscara, cobrindo a boca e o nariz, será obrigatório.

As vendas virtuais começaram no último sábado com valores entre R$ 140,00 a R$ 500,00. Os sócios-torcedores têm prioridade de acordo com o plano contratado, além de 50% de desconto no valor da inteira.

Mesmo com as regras sanitárias, uma ação popular foi ajuizada nesta terça-feira na 1.ª Vara de Fazenda Pública do DF pedindo a anulação do decreto que autorizou a presença de público na partida. O processo é de autoria do Partido Socialista Brasileiro (PSB-DF) contra o governador Ibaneis Rocha (MDB) e o Distrito Federal. Entre as justificativas da ação está o risco de aglomerações.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, são 9.491 vítimas da covid-19 e 442.223 infectados no Distrito Federal. Nesta terça-feira, o índice de ocupação dos leitos de UTI era de 72,28%.

Últimas