Esportes Federação Russa de Atletismo diz que governo pagou multa de R$ 34 mi por doping

Federação Russa de Atletismo diz que governo pagou multa de R$ 34 mi por doping

A Federação Russa de Atletismo (RusAF, na sigla em russo) anunciou nesta quarta-feira que o governo do país, através do Ministério dos Esportes, fez o pagamento de uma multa de US$ 6,31 milhões (cerca de R$ 34 milhões, na cotação atual) à World Athletics, imposta em março passado por violação das regras antidoping e que tinha o dia 1.º de julho como prazo final. Assim, a Rússia se livra de ser banida neste momento das competições internacionais da modalidade.

"Esta decisão sem precedentes foi tomada sobre a forma de um subsídio à Federação Russa de Atletismo para o desenvolvimento do esporte e inclui o pagamento de dívidas com a World Athletics (antiga IAAF)", afirmou a entidade em um comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira.

O valor fazia parte das exigências feitas pela World Athletics para a reintegração do atletismo da Rússia após o escândalo de doping. A entidade mundial havia multado a federação russa em US$ 10 milhões (R$ 53 milhões) em março, em vez de expulsar completamente a organização que já estava suspensa. Metade da multa precisava ser paga até o início de julho, o que não foi feito.

"A defesa dos interesses dos atletas russos, o restabelecimento do direito de participarem em competições internacionais estão entre as prioridades do Ministério dos Esportes, que defende uma cultura de tolerância zero em relação ao doping", finalizou a nota oficial.

A multa da World Athletics veio após uma investigação sobre o campeão mundial de salto em altura, Danil Lysenko. Sete funcionários da federação russa, incluindo o então presidente Dmitry Shlyakhtin, foram acusados pela Unidade de Integridade do Atletismo (IAU, na sigla em inglês) de obstruir uma investigação antidoping, forjando documentos para explicar os testes perdidos de Lysenko. O atleta de 23 anos está suspenso por oito anos.

A Federação Russa de Atletismo está suspensa pela World Athletics desde novembro de 2015, após revelações de doping patrocinado pelo Estado. Atletas russos puderam participar dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, por exemplo, como neutros.

Últimas