Ex-número 1, Azarenka vence e enfrenta belga nas quartas de final do US Open

Ex-número 1 do mundo, a bielo-russa Victoria Azarenka está mostrando que a boa fase no circuito da WTA está voltando. Na noite de segunda-feira, a atual 27.ª do ranking derrotou de virada a checa Karolina Muchova, que está uma posição acima, por 2 sets a 1 - com parciais de 5/7, 6/1 e 6/3 - e avançou às quartas de final do US Open, Grand Slam que está sendo disputado em Nova York.

Azarenka já foi finalista do torneio nos Estados Unidos por duas vezes, em 2012 e 2013, e não chegava às quartas de final desde 2015. A bicampeã do Aberto da Austrália, de 31 anos, vem de nove vitórias seguidas no circuito, já que foi campeã do Torneio de Cincinnati pouco antes do US Open. A competição preparatória, aliás, foi transferido para Nova York este ano e disputado no mesmo complexo Billie Jean King.

A bielo-russa não chegava tão longe em um Grand Slam desde o Aberto da Austrália de 2016. Ela tenta alcançar a oitava semifinal de Slam da carreira. E esta é também a melhor campanha em torneios deste porte desde o nascimento do filho Leo, em dezembro de 2016. Outras duas jogadoras nas quartas de final também são mães: a americana Serena Williams e a búlgara Tsvetana Pironkova.

A adversária de Azarenka nas quartas de final será a belga Elise Mertens, 18.ª colocada do ranking da WTA, que fará um confronto inédito diante da bielo-russa. A tenista da Bélgica conseguiu uma expressiva vitória contra a americana Sofia Kenin, número 4 do mundo e segunda cabeça de chave do torneio, com um duplo 6/3 em apenas 1 hora e 15 minutos.

Esta foi a sétima vitória contra tenistas Top 10 na carreira de Mertens e a primeira na temporada de 2020. Na retomada do circuito em agosto, após a paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus, a belga de 24 anos fez boas campanhas em Praga (República Checa) e Cincinnati, mas perdeu para a romena Simona Halep e a japonesa Naomi Osaka, respectivamente.