Esportes Equipes sub-20 podem ter jogadores de 21 anos nos próximos torneios

Equipes sub-20 podem ter jogadores de 21 anos nos próximos torneios

A CBF e as entidades estaduais conversam com o clubes para decidir o futuro dos campeonatos das categorias de base. Uma das sugestões analisadas é aumentar o limite de idade na categoria sub-20, a última antes do profissional, permitindo que atletas que completarem 21 anos possam disputar torneios.

A Fifa adotou essa medida para os Jogos Olímpicos de Tóquio, remarcados para 2021, com aval do COI. Os jogadores elegíveis para o torneio sub-23 que seria realizado neste ano poderão atuar no Japão em 2021, com 24 anos.

O técnico sub-20 do Palmeiras, Wesley Carvalho, é entusiasta da mudança de idade. Para ele, seria um modo de evitar frustração nos garotos que poderiam ser impedidos de disputar os torneios de base por terem estourado a idade.

"Se as federações e a CBF entenderem desta forma, seria uma boa chance de reparação aos danos que esses atletas terão neste período", disse, em entrevista ao Estadão. "Os jogadores mais velhos tiveram um pouco de frustração. Na cabeça deles, seria a última chance de aparecer para oportunidade no profissional ou ser visto no cenário nacional", acrescentou.

Wesley Carvalho também analisou o prejuízo que a pandemia tem causado para os atletas de base. O treinador disse que a perda de um ano influencia negativamente na formação desses jovens jogadores.

"A maioria dos profissionais já está formado como atleta e os de base estão a todo vapor no aprendizado. Eles adquirem maturidade de acordo com as experiências vividas em treinos e jogos, sejam mata-matas ou clássicos. São elementos que eles vão levar para a carreira toda e que serão decisivos na hora da transição", destacou.

OUTRA CATEGORIA - Há clubes que contam com times sub-23, um acima do sub-20. Essa nova categoria foi criada nas últimas temporadas por diversos clubes justamente para não perder atletas que estouram o limite da idade para jogar na base sem receber chance no profissional.

É o caso do Ceará. Presidente do clube, Robinson de Castro não vê necessidade de mudar a idade. "No nosso caso, como temos o time sub-23, se o atleta não conseguir mais jogar no sub-20, ele sobe para o sub-23", comentou o dirigente.

Outros clubes ouvidos pela reportagem, mesmo os que contam com elencos sub-23, avaliam como positivo aumentar o limite para os atletas poderem disputar torneios sub-20. As competições organizadas pela CBF são Copa do Brasil e Brasileirão.

Últimas