Esportes Empate da Argentina com o Chile frustra homenagem de Messi para Diego Maradona

Empate da Argentina com o Chile frustra homenagem de Messi para Diego Maradona

O meia Lionel Messi recorreu ao lado sentimental ao comentar o resultado de quinta-feira contra a seleção chilena em jogo válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. O ponto perdido acabou ficando em segundo plano, já que a prioridade do astro do Barcelona era homenagear Maradona, que morreu em novembro do ano passado.

"Foi a primeira partida que fizemos sem Maradona e sabemos o que a seleção significava para esua vida. Queríamos dar-lhe a vitória e honrar a seleção nacional como ele sempre fez. Sabemos o que a seleção significava para Maradona, mesmo que não estivesse no estádio", afirmou o jogador.

No seu desabafo após a partida contra os chilenos, Messi lamentou ainda o fato de o futebol ainda estar refém dos efeitos da pandemia. "Uma pena jogar com o estádio vazio", disse.

A homenagem ao maior jogador do futebol argentino foi feita antes mesmo de a bola rolar. Uma estátua de Maradona feita em bronze foi o presente que os jogadores da Argentina mostraram em frente a uma das entradas de acesso ao Estádio Único de Santiago Del Estero, local da partida contra o Chile.

A obra, que tem cinco metros de altura e pesa duas toneladas é do escultor Carlos Benavidez. Na homenagem, os atletas da seleção argentina, todos usando máscara, posaram para foto ao lado do busto trajando uma camisa em homenagem ao ídolo.

Já sobre a classificação para as Eliminatórias, a Argentina perdeu a chance de assumir a liderança provisória do torneio. Com o empate, os hermanos chegaram aos 11 pontos, um a menos que o Brasil que, nesta sexta, recebe a seleção do Equador em Porto Alegre.

Últimas