Em casa, Palmeiras busca vitória contra Guaraní e tranquilidade na Libertadores

Dentro de casa e com os jogadores titulares descansados, o Palmeiras tem boas chances de terminar a noite desta terça-feira em situação ainda mais cômoda dentro do Grupo B da Copa Libertadores. Se vencer no Allianz Parque a partir das 21h30 o Guaraní, do Paraguai, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo estará sozinha na liderança da chave e terá mais tranquilidade para enfrentar dois compromissos como visitante pelas duas próximas rodadas.

O compromisso palmeirense é o encontro com o algoz do maior rival. O Guaraní eliminou o Corinthians na segunda etapa da fase preliminar, assim como foi o responsável por outra eliminação alvinegra, em 2015. Inclusive, caso não fosse este resultado mais recente, o jogo desta noite poderia ser um clássico paulista, e não um encontro entre brasileiros e paraguaios.

Palmeiras e Guaraní venceram na primeira rodada, porém o time alviverde conseguiu um resultado mais expressivo, por ter sido fora de casa. A vitória por 2 a 0 sobre o Tigre, na Argentina, trouxe o conforto de começar a competição com resultado positivo e contar com a vantagem de ter logo no primeiro compromisso como mandante um confronto direto pelo primeiro lugar dentro de casa.

Depois de receber o Guaraní, o Palmeiras terá pela frente a difícil missão de encarar o Bolívar na altitude de La Paz e depois reencontrar a equipe paraguaia como visitante, em Assunção. Por isso, a preocupação da equipe é de não desperdiçar a oportunidade. No último sábado, o treinador poupou vários titulares contra a Ferroviária e demonstrou ter estudado o adversário a partir dos jogos feitos com o Corinthians.

"Sabemos que eles vão jogar por um escanteio, uma falta lateral, um contragolpe. Vamos ter que ter essa paciência de trabalhar a bola e encontrar o melhor momento, fazer uma marcação mais adiantada", disse o treinador. Se vencer, o Palmeiras chegará à 100º vitória em partidas da Copa Libertadores em 186 compromissos.

A preparação para o jogo incluiu a mudança do local de treino do time. O elenco trabalhou na tarde desta segunda no Allianz Parque para melhorar a ambientação ao novo gramado sintético do estádio. O piso artificial da Academia de Futebol ainda não ficou pronto.

No treino, Luxemburgo permitiu a presença dos jornalistas somente no trabalho de aquecimento e não deu pistas de qual será o time titular. A tendência é a formação repetir o esquema utilizado na Argentina, com Dudu como armador.

Do outro lado, o Palmeiras encontrará um time que vive momento difícil no vestiário. O técnico Gustavo Costas quase deixou a equipe no fim de semana por conta de divergências com a diretoria do clube paraguaio. O time empatou com o Sol de América por 1 a 1 e caiu para o quarto lugar do Campeonato Paraguaio.

Com Costas mantido no cargo, o Guarani deve entrar em campo nesta terça com o mesmo time que venceu na estreia na fase de grupos da Libertadores. Os principais destaques são os atacantes Fernando Fernández e Raúl Bobadilla, em boa fase.