Esportes Duas pessoas são presas para investigação suspeitas de doping na Volta da França

Duas pessoas são presas para investigação suspeitas de doping na Volta da França

Duas pessoas foram presas, nesta segunda-feira, para investigação pelo Ministério Público da França, suspeitas de doping na Arkéa-Samsic, da qual faz parte o colombiano Nairo Quintana. As investigações estão sob responsabilidade da Promotoria de Marselha, que não divulgou a identidade das pessoas afetadas.

A investigação foi aberta após a descoberta de "numerosos dispositivos médicos, incluindo medicamentos e um método que pode ser classificado como dopante", informou a promotoria. Nesta segunda-feira os quartos usados por Quintana, seu irmão Dayer, e dois massagistas, também da equipe Arkéa, foram vasculhados pela polícia ambiental de Megève, nos Alpes.

Quintana, um dos favoritos a subir no pódio pela quarta vez em sua carreira, ficou de fora após sofrer três quedas, terminando no 17º lugar mais de uma hora atrás do vencedor, o esloveno Tadej Pogacar.

Não é a primeira vez que a brigada ambiental investiga participantes da Volta da França, embora suas investigações nunca determinem a prática de crimes. Em 2017, eles abriram uma investigação para determinar se havia motores nas bicicletas de alguns ciclistas, mas eles encerraram os trabalhos no início deste ano devido à falta de evidências. Ano passado também concentrou sua atenção na equipe Deceuninck, mas a investigação também foi arquivada.

Últimas