Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Djokovic vence seu 10º Aberto da Austrália e iguala recorde de Nadal

Tenista sérvio bateu o grego Stefanos Tsitsipas na final e vai voltar à liderança do ranking da ATP

|

Novak Djokovic beija o troféu após ganhar o Aberto da Austrália pela 10ª vez
Novak Djokovic beija o troféu após ganhar o Aberto da Austrália pela 10ª vez Novak Djokovic beija o troféu após ganhar o Aberto da Austrália pela 10ª vez

O tenista sérvio Novak Djokovic venceu neste domingo seu décimo Aberto da Austrália e igualou a marca de 22 títulos de Grand Slam de Rafael Nadal após derrotar na final de Melbourne o grego Stefanos Tsitsipas.

Djokovic fechou o jogo em 3 sets a 0, com parciais de 6-3, 7-6 (7/4) e 7-6 (7/5), em duas horas e 56 minutos de partida.

O troféu também permitirá ao sérvio desbancar do topo do ranking da ATP o espanhol Carlos Alcaraz, que não participou do torneio por lesão.

"Esta é provavelmente a maior vitória da minha vida, considerando as circunstâncias", afirmou 'Nole' na premiação após a partida.

Publicidade

Deportado da Austrália em 2021 por não estar vacinado contra a Covid-19 e centro de outras controvérsias este ano, Djokovic não conteve o choro no box onde estavam sua equipe e sua família - exceto seu pai, após imagens polêmicas ao lado de torcedores pró-Rússia.

Mas nem estas controvérsias, nem uma lesão ocorrida dias antes do torneio que afetaram seu desempenho nas primeiras rodadas quebraram o encanto do 'rei' de Melbourne Park, onde ganhou seu primeiro Grand Slam na carreira e onde não sabe o que é perder um jogo de semifinal ou final.

Publicidade

Contra um adversário a priori mais maduro e com sede de revanche pela final de Roland Garros de 2021, o sérvio foi superior desde o início da partida, enquanto Tsitsipas não conseguia impor seu jogo nem com seu saque, nem com seus golpes.

Além disso, no primeiro break point que teve contra, o grego cometeu uma dupla falta e deu de presente uma vantagem de 3-1 que foi definitiva no primeiro set.

Publicidade

No segundo set, Tsitsipas criou mais dificuldades, crescendo nos pontos mais longos com golpes mais profundos e com maior eficiência no saque.

Ainda assim, Djokovic não se deixava intimidar e, com uma velocidade de pernas que fazia esquecer os 11 anos de diferença de idade entre amos, chegava em várias bolas e obrigava o grego a continuar se arriscando para buscar os 'winners'.

Depois de salvar seu último break point contra, que também era do set, 'Nole' só aproveitou os erros de Tsitsipas para vencer um tie break com um saque aberto que o grego não conseguiu devolver.

Depois de uma troca de quebras nos primeiros games, o terceiro set também foi para o tie break, no qual Djokovic demarcou seu território desde o início com um ace e um uma bola vencedora de esquerda na paralela.

O sérvio abriu 5-0 no placar e, embora Tsitsipas tenha diminuído a vantagem, conquistou o título com uma direita em cima da linha que o grego rebateu para fora.

"Este foi um dos torneios mais desafiadores que já joguei na minha vida, considerando as circunstâncias. Não joguei no ano passado, voltei este ano. Quero agradecer a todos que me fizeram sentir bem-vindo", disse Djokovic após receber o troféu.

Confira os imóveis de até R$ 44 milhões de Novak Djokovic

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.