Djokovic pede apoio à juíza de linha do US Open após desclassificação precoce

Principal favorito ao título do US Open, Grand Slam que está sendo disputado em Nova York, o sérvio Novak Djokovic teve uma atitude imprudente no último domingo ao jogar uma bolinha para trás sem olhar e acabar acertando uma juíza de linha na partida contra o espanhol Pablo Carreño Busta. Isso acabou fazendo com que fosse desclassificado do torneio.

Nesta terça-feira, o atual número 1 do mundo pediu apoio à juíza de linha que foi atingida na garganta, depois que ela foi atacada por fãs do tenista sérvio nas redes sociais ao ter o nome no Instagram divulgado pela mídia da Sérvia.

"Que vergonha. Velha cheia de maldade", dizia uma das mensagens deixadas em sua conta no Instagram, enquanto outros usuários a acusaram de fingir a lesão e de "má atuação".

Djokovic defendeu a juíza de linha no Twitter, ao mesmo tempo em que agradeceu aos fãs que deixaram mensagens positivas de apoio a ele. "Lembrem-se que a juíza de linha que foi atingida pela bola na noite passada também precisa do apoio da nossa comunidade. Ela não fez nada de errado. Peço a vocês que demonstrem especial apoio e cuidado com ela durante esse tempo", afirmou.

"A partir desses momentos, ficamos mais fortes. Compartilhando amor com todos. Europa aqui vou eu", finalizou Djokovic, que agora se prepara os torneio de saibro em Roma (Masters 1000), na Itália, e Roland Garros (Grand Slam), em Paris, na França.