Esportes Diretor do São Paulo critica VAR em clássico e promete representação na CBF

Diretor do São Paulo critica VAR em clássico e promete representação na CBF

A revolta foi geral no São Paulo após o empate sem gols com o Palmeiras, no Morumbi, pelo Brasileirão. Na visão da diretoria são-paulina, a equipe foi prejudicada pelo árbitro de vídeo neste sábado. Uma representação será feita na CBF contestando as decisões de Luiz Flávio de Oliveira nos lances polêmicos.

"É muito ruim quando o trabalho que é feito em campo acaba se perdendo pelo VAR. Nós vamos fazer uma representação na CBF", afirmou o diretor de Futebol do São Paulo, Carlos Belmonte. "O VAR foi utilizado sete vezes em jogos do São Paulo nesse campeonato. Em seis vezes, foi contra a gente. O VAR hoje decidiu o resultado. Resultado final: VAR 2 x 0 São Paulo."

Os dois lances citados pelo dirigente poderiam ter resultado em vantagem no placar do São Paulo. No primeiro, Luiz Flávio voltou atrás na anotação de um pênalti de Gustavo Gómez sobre Marquinhos após análise no vídeo. No segundo, anulou gol contra do defensor paraguaio anotando impedimento de Miranda no lance. O São Paulo enfatizou que o zagueiro "não interferiu" na jogada.

"Vamos representar porque não estamos nem um pouco contentes com a qualidade da arbitragem contra o São Paulo", seguiu Belmonte. "Nenhum jogador do Palmeiras sequer fez menção de reclamar do gol feito a favor do São Paulo", ponderou.

O técnico Hernán Crespo preferiu evitar o assunto e apenas elogiou a grande apresentação de sua equipe. O técnico exaltou os comandados e mostrou satisfação com a aplicação em campo, apesar do 0 a 0.

"Eu não quero falar do árbitro, nem do VAR, porque a diretoria já falou disso. Acredito que fizemos um grande jogo contra um grande time. Taticamente fomos perfeitos e fizemos tudo o possível para ganhar", observou. "Estou muito contente pela atuação dos atletas, como entenderam o jogo técnica e estrategicamente."

Sobre a expulsão do compatriota Rigoni, o treinador argentino eximiu o atacante de culpa, também falou bem de seu crescimento no clube e espera que o cartão vermelho seja revisto após revisão do lance polêmico.

"Rigoni está indo muito bem desde quando chegou ao São Paulo. Ficamos muito felizes com sua chegada e espero que quando a federação (CBF) ver os erros cometidos hoje, reveja o cartão vermelho."

Últimas