Esportes Destaque do Senegal na Copa de 2002, ex-meia Diop morre aos 42 anos

Destaque do Senegal na Copa de 2002, ex-meia Diop morre aos 42 anos

Herói da seleção do Senegal na Copa do Mundo de 2002, no Japão e na Coreia do Sul, o ex-meia Papa Bouba Diop morreu neste domingo, aos 42 anos. O jogador lutava contra a Doença de Charcot, uma síndrome degenerativa nervosa.

"A Fifa se entristece ao saber do falecimento da lenda do Senegal Papa Bouba Diop. Uma vez um herói da Copa do Mundo, sempre um herói da Copa do Mundo", disse a Fifa, em suas redes sociais, ao anunciar a morte do senegalês.

Diop entrou para a história das Copas ao marcar o primeiro gol do Mundial de 2002. O gol se destacou por ter sido decisivo na surpreendente vitória do Senegal sobre a favorita França, então campeã mundial vigente. As duas equipes estreavam naquela Copa.

O triunfo abriu caminho para a grande campanha do Senegal naquele Mundial, onde pararam somente nas quartas de final, eliminado pela Turquia na prorrogação. "Foi com o coração partido que ficamos sabendo da sua partida. Saiba que você ficará para sempre em nossos corações, mesmo se despedindo sem dizer adeus", disse o senegalês Sadio Mané, astro do Liverpool, nas redes sociais.

Diop foi convocado pela primeira vez para a seleção senegalesa quando tinha 21 anos. Foram mais de 60 jogos com a camisa da equipe nacional entre os anos de 2001 e 2008. Ele também defendeu as camisas do Fulham, West Ham, Birmingham e Portsmouth, pelo qual foi campeão da Copa da Inglaterra em 2008. O meia passou ainda por clubes da Suíça, França e Grécia.

Últimas