Esportes Daniel Ricciardo pede a volta dos motores barulhentos na Fórmula 1: "Fator uau"

Daniel Ricciardo pede a volta dos motores barulhentos na Fórmula 1: "Fator uau"

O piloto australiano Daniel Ricciardo, da Renault, pediu a volta dos motores barulhentos na Fórmula 1. Depois de a prova final da temporada de 2020, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, ser marcada por uma exibição do carro de 2005 do espanhol Fernando Alonso, Ricciardo afirmou que gostou do que viu e sugeriu que na próxima mudança de regulamento quem sabe a categoria possa a ter novas características.

Desde 2014 a Fórmula 1 alterou o regulamento e passou a ter motores mais silenciosos. Por isso, alguns fãs mais antigos e conservadores criticam que a categoria perdeu parte do encanto gerado pelo forte barulho dos carros. "É impressionante o quanto o motor soava alto. O motor grita. Tem o fator 'uau' e o fator medo também", contou Ricciardo, que no próximo ano vai guiar pela McLaren.

Ricciardo disse ter gostado da apresentação de Alonso e elogiou o desempenho técnico do espanhol nas voltas de exibição. "Acho que quem pensa que o Fernando é um pouco velho, não é não. Acho que ele só conhece uma velocidade e é rápida. Mesmo com as zebras, ele não estava tímido, ele não estava nada tímido para acelerar com o equipamento", explicou.

Em 2021, o bicampeão mundial voltará ao grid da Fórmula 1. Após dois anos ausente, Alonso guiará o carro que era justamente de Ricciardo na Renault, equipe francesa que passará a se chamar Alpine.

Últimas