Esportes Cria da base, Fabrício Oya se despede do Corinthians e acerta com time de Belarus

Cria da base, Fabrício Oya se despede do Corinthians e acerta com time de Belarus

Agência Estado - Esportes

Revelado nas categorias de base e campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o meia Fabrício Oya, de 21 anos, deixou o Corinthians. O jogador atuará pelo Torpedo Zhodino, da primeira divisão de Belarus, no Leste Europeu - assinou contrato por dois anos. Ele ainda vinha treinando no clube de Parque São Jorge há alguns dias, mas aguardava a troca de documentos entre os times para finalizar a negociação, que não teve seus valores divulgados.

Depois de 11 anos no Corinthians, Fabrício Oya publicou um vídeo emocionante de despedida em suas redes sociais. O meia relembrou com algumas imagens momentos importantes que viveu no clube como gols, assistências e títulos. E gravou um depoimento emocionante se declarando ao time alvinegro.

"Agradeço a vocês, Bando de Loucos, a torcida que me acolheu e me mostrou que este clube é mais que futebol, é uma religião, um estilo de vida... a forma como vibram, cantam, incentivam, choram e comemoram é diferente de tudo que já vi e vivi. Vocês me ensinaram o que é amar um clube. É exatamente como diz a música 'A semana inteira, fiquei esperando, pra te ver Corinthians, pra te ver jogando. Quando a gente ama, não mede esforço, pra te ver jogar, te ver jogar, te ver jogar'. Foram 11 anos de muitas alegrias, 12 títulos. Sim, 12 títulos, entre eles a Copinha e o título Paulista de 2019, já como profissional", afirmou o meia no vídeo postado em sua conta no Instagram.

"Tudo o que construí, tenho e conquistei foi graças a esse clube que, desde minha chegada aos 11 anos, se tornou minha segunda casa e me transformou num dos filhos do terrão", prosseguiu Fabrício Oya, que tinha contrato com o Corinthians até o fim desse ano e, fora dos planos do técnico Vagner Mancini, vinha treinando com a equipe sub-23, comandada pelo ex-meia Danilo.

"Preciso agradecer todos que fizeram parte da minha trajetória: roupeiros, pessoal da limpeza, tias da cozinha, comissão... todos, sem exceção.. Serão lembrados em meu coração. Jamais esquecem de uma coisa: sou movido a desafios. Então não pensem que esse é um adeus. Tenham certeza de que é apenas um até logo, pois sempre frei parte deste Bando de Loucos", afirmou ao final da gravação.

Últimas