Esportes Crespo evita críticas ao São Paulo, mas festeja a oportunidade para descansar

Crespo evita críticas ao São Paulo, mas festeja a oportunidade para descansar

O técnico Hernán Crespo evitou críticas ao time do São Paulo, após o empate, por 2 a 2, com o Fortaleza, nesta quarta-feira, no Morumbi, pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, mas festejou a oportunidade para descansar com a data Fifa, após a partida diante do Juventude, no fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro.

"Treinadores não gostam de falar de alguém (individualmente), não vou ser a exceção. Era o momento de um time que merecia ganhar o jogo, uma pena a situação. Com o 2 a 0 teríamos uma boa vantagem. Isso não aconteceu. Vamos ter que conquistar se quisermos chegar às semifinais no jogo de volta", disse o treinador, referindo-se à falha do goleiro Volpi no primeiro gol do Fortaleza.

Crespo admitiu que o time sentiu muito a parte física, que causou até a substituição de Rigoni no fim, após os dois gols marcados. "As substituições tiveram a ver com o ritmo e a dinâmica que o meio de campo precisava, porque estávamos mais cansados. Martin (Benítez) voltou a jogar, claramente falta ritmo, mas importante que não sentiu nada. Está bem. Normal faltar ritmo."

O São Paulo só vai enfrentar o Fortaleza novamente no dia 15 de setembro, na capital cearense. "A expectativa é grande, não somente para agregar o trabalho, mas também para descansar. Temos a oportunidade de descansar, recuperar energias, mas ainda temos um último jogo antes dessa pequena pausa, que para nós vai ser muito importante", disse Crespo.

Últimas