Esportes Crespo evita caça às bruxas após o tropeço do São Paulo: 'Se tem culpado, sou eu'

Crespo evita caça às bruxas após o tropeço do São Paulo: 'Se tem culpado, sou eu'

Hernán Crespo não se iludiu com os elogios no São Paulo e agora evita se abalar com as críticas sobre a equipe após seis jogos sem triunfos no Brasileirão. Evitando caça às bruxas após o empate com o Cuiabá, por 2 a 2, defendeu Liziero e apontou para seu peito ao revelar quem é o responsável pela má fase.

"Liziero é um grande jogador. Os resultados não estão chegando e o culpado está aqui (apontou para si). Ele é muito importante para o time. Se tem um culpado, sou eu", afirmou o treinador, blindando o elenco e defendendo o volante que falhou contra o Santos e vem sendo questionado.

Crespo ainda não conseguiu fazer o São Paulo repetir as boas atuações do Estadual, é bem verdade. Há contra ele também o fato de nunca conseguir escalar os mesmos 11 titulares. Ele evitou reclamar das ausências e admitiu que o resultado foi injusto no Morumbi.

"Muito simples: penso jogo a jogo. Não pego seis jogos", disse. "O começo (de campeonato) é difícil. Neste jogo, eles chegaram duas vezes e fizeram os gols. A cada detalhe negativo pagamos o preço. Porém, o time que deveria ganhar o jogo era o São Paulo, que ainda mandou duas bolas na trave", afirmou.

O argentino não esconde, entretanto, sua preocupação com a falta de vitórias e a posição ruim na classificação. "A situação não é fácil, o começo não é o melhor e sabemos disso. Mas não merecemos estar aí", observou. "Vamos continuar a trabalhar, o elenco pode obter resultados melhores, sem dúvidas."

Ele fez questão de frisar ainda que a situação ruim não é algo novo. "Não quero esquecer, mas nos últimos 15 anos, o São Paulo chegou duas vezes à final do Paulista e ganhou uma. No Brasileirão, não merecemos a situação que estamos, mas vamos trabalhar para melhor a situação em que nos encontramos."

Últimas