Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Corinthians leva 3 a 0 do Del Valle no Equador e é eliminado precocemente da Libertadores

|Do R7

Será dura a volta para casa de Rodrigo Parente, o torcedor que viajou de moto por 20 dias e percorreu mais de 10 mil km e seis países para ver de perto o Corinthians no Equador. Em Quito, ele assistiu ao seu time ser dominado pelo Independiente del Valle e amargar uma vexatória eliminação na Libertadores com a derrota por 3 a 0 na noite desta quarta-feira.

Vanderlei Luxemburgo havia convencido seus atletas de que era possível a classificação ao mata-mata do torneio continental que o Corinthians ganhou uma única vez, em 2012. Parente também estava confiante em uma vitória diante do forte Del Valle, líder do Grupo E e agora já garantido nas oitavas da competição. Acabou, porém, decepcionado com o que viu.

Terá de retornar ao Brasil com a memória de um futebol mal jogado do Corinthians, que em cinco jogos somou apenas quatro pontos, está eliminado e corre o risco de ficar fora até da Copa sul-americana.

Dono de uma campanha decepcionado, o time de Luxemburgo é terceiro colocado de sua chave. Na rodada derradeira da primeira fase, tem de vencer o modesto Liverpool, do Uruguai, lanterna do grupo, para confirmar a vaga no torneio de menor importância em comparação com a Libertadores, mas de muita valia para uma equipe que não ergue taças desde 2019. O time uruguaio foi o único adversário que os brasileiros derrotaram nesta edição da competição.

Publicidade

O que viu Parente, o torcedor que passou por Argentina, Bolívia, Chile e Peru antes de chegar ao Equador e é acostumado a acompanhar a equipe fora do Brasil, foi um time desorganizado, inerte, dominado e incapaz de reagir diante de um rival técnico e competente. Nem Róger Guedes e Renato Augusto se salvaram na desastrosa atuação no Equador.

Os equatorianos desceram ao vestiário com 2 a 0 a seu favor, vantagem que poderia ser maior. Não foi porque Cássio, sempre ele, fez ao menos três defesas difíceis na etapa inicial.

Publicidade

O veterano goleiro corintiano não evitou, porém, os dois bonitos gols de Hoyos, o protagonista da partida em Quito. O atacante nascido nos Estados Unidos e naturalizado argentino marcou duas vezes num intervalo de sete minutos. Aos 16, foi às redes depois de linda assistência de Sornoza, meio-campista com passagem discreta pelo Corinthians. Aos 23, fez o segundo em arremate forte de fora da área disparado no canto esquerdo de Cássio.

Nos dois lances, o zagueiro Murillo falhou na marcação do eficiente atacante. O defensor ainda quase fez um gol contra, mas foi salvo por Cássio. Em nenhum momento, nos primeiros 45 minutos, a equipe alvinegra reagiu. A apresentação em Quito foi tão ruim que o primeiro chute disparado em direção ao gol foi dado aos 21 minutos da etapa final. Foi um arremate de Roger Guedes, defendido pelo goleiro Pinargote.

Publicidade

Para tornar ainda mais sofrida a eliminação corintiana, Sornoza selou a incontestável vitória dos equatorianos com um bonito gol de primeira no segundo tempo. Luxemburgo, já resignado, tirou Renato Augusto e Roger Guedes, os seus principais jogadores depois do terceiro gol sofrido e continuou assistindo ao Del Valle passear, à espera do apito final. Ele veio depois de Cássio, de novo, evitar o pior, no caso, uma goleada, com mais defesas nos minutos finais.

O Corinthians, que mostrava alguma reação na temporada, terá de demonstrar ser capaz de fazer isso de novo. O foco, daqui para frente, será a Copa do Brasil, na qual enfrenta o América Mineiro nas quartas, e, sobretudo, no Brasileirão, torneio em que está perto da zona de rebaixamento. O próximo compromisso é com o Cuiabá, no sábado, em casa.

FICHA TÉCNICA

INDEPENDIENTE DEL VALLE 3 X 0 CORINTHIANS

INDEPENDIENTE DEL VALLE - Pinargote; Ortiz, Schunke, Landázuri (Kevin Rodríguez) e Matías Fernández; Alcívar, Faravelli, Pellerano (Mercado), Sornoza (Cortez) e Medina; Hoyos (Lautaro Díaz). Técnico: Martín Anselmi.

CORINTHIANS - Cássio; Bruno Méndez (Caetano), Gil e Murillo; Fagner, Fausto Vera, Maycon, Renato Augusto (Pedro) e Matheus Bidu (Roni); Róger Guedes (Adson) e Yuri Alberto. Técnico: Vanderlei Luxembrugo.

GOLS - Michael Hoyos, aos 16 e aos 23 do 1ºT; Sornoza, aos 23 do 2ºT.

CARTÕES AMARELOS - Landázuri, Sornoza, Guilherme Biro, Roni, Pellerano

ÁRBITRO - Alexis Herrera (Venezuela).

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Banco Guayaquil, em Quito, Equador.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.