Esportes Corinthians e Grêmio ganham e fazem a decisão da Supercopa do Brasil feminina

Corinthians e Grêmio ganham e fazem a decisão da Supercopa do Brasil feminina

A grande final da Supercopa do Brasil Feminina será entre Corinthians e Grêmio. A decisão está marcada para domingo, 10h30, na Neo Química Arena, em Itaquera. A equipe paulista avançou com 2 a 0 no Real Brasília, enquanto as gaúchas passaram pelo Flamengo, nos pênaltis, em jogo cheio de polêmicas no Luso-Brasileiro.

Atual tricampeão brasileiro, o Corinthians não teve trabalho para superar a equipe do Real Brasília na Arena Barueri. Mas demorou para abrir o marcador. Depois de desperdiçar algumas boas chances, viu a camisa 9 Jheniffer anotar o primeiro gol aos 39 minutos.

O gol veio em um lance de muita insistência na área. A capitã Tamires parou na zaga, assim como Adriana. Na terceira chance, Jheniffer, enfim, abriu o marcador. Logo na volta do intervalo, veio o alívio.

Tamires rolou para Liana Salazar, que soltou a bomba para anotar seu primeiro gol pelo clube. A colombiana vibrou bastante. Ela é um dos reforços para a temporada e estreou nos 3 a 0 sobre o Palmeiras, no domingo. A capitã corintiana ainda desperdiçou duas boas chances, mas o Real Brasília não conseguiu reação e vaga acabou sendo corintiana.

No estádio Luso-Brasileiro, muita reclamação do Flamengo com erros grotescos da arbitragem. O time carioca teve um pênalti ignorado e um gol mal anulado no segundo tempo. Aos 8 minutos, após batida de fora da área, a bola bateu na defensora gremista e sobrou para a atacante Monalisa fazer 2 a 1. Uma outra jogadora do Flamengo estava em posição irregular, mas não participou do lance.

Cida abriu o placar para o Flamengo com sete minutos de jogo e Jéssica Soares empatou antes do intervalo. Na etapa final nenhum gol foi validado - o Flamengo teve dois anulados, sendo um corretamente - e a decisão acabou nas penalidades.

Anny Marabá e Monalisa desperdiçaram para o Flamengo, uma em defesa de Lorena e a outra mandando para fora. No Grêmio, apenas Tchula parou na goleira flamenguista. Mas Caty definiu o triunfo por 4 a 3.

Últimas