Messi é garoto-propaganda da Copa do Mundo do Qatar 2022

Craque argentino é quem recepciona visitantes em embalagens de batata a telefones 5G. Aeroporto de Doha ganhou até campo de grama artificial

Messi

Argentino Lionel Messi aparece em painel publicitário da Copa 2022

Argentino Lionel Messi aparece em painel publicitário da Copa 2022

André Avelar/R7

Um dos principais pontos de conexão para diversos destinos na Ásia, o Aeroporto Internacional de Doha já elegeu seu craque para a Copa do Mundo. E olha que não se trata exatamente da Rússia 2018, mas do Catar 2022. O rosto de Lionel Messi está por todos os cantos dos imensos e luxuosos saguões do Hamad, em Doha.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

Escolher Messi para tanto seria até normal se o argentino não chegasse a Moscou com tão pouca expectativa. O jogador, que reconsiderou sua despedida da seleção após sucessivos fracassos (Copa do Mundo 2014, Copa América 2015 e Copa América Centenário 2016), se encontra em um time envelhecido de bons valores ofensivos e a eterna deficiência na zaga.

Por isso, perto de completar 31 anos, não soaria estranho se essa realmente fosse a última Copa do camisa 10 que mais perto chegou de Diego Maradona - esse com uma Copa do Mundo. Ainda assim, Messi está lá em diferentes tamanhos, de embalagens de batata chips até telefonia celular de 5G.

O aeroporto de Doha é estratégico também para os negócios. Uma das suas principais mantenedoras, a Qatar Airways foi a primeira a conseguir rasgar a tradição e estampar uma marca na camisa do Barcelona de Messi. Inicialmente, em 2013, o negócio foi fechado por 171 milhões de euros por cinco anos.

 
Faltando quatro anos para a Copa do Mundo, Qatar já vive clima de Mundial

Faltando quatro anos para a Copa do Mundo, Qatar já vive clima de Mundial

André Avelar/R7

Em construção

Se o aeroporto já está pronto para receber os torcedores de todo o mundo, o mesmo não se pode dizer dos estádios. O emirado do Oriente Médio tem prontos apenas oito dos 12 estádios exigidos e não se pode garantir que não haverá atrasos. Para piorar, a Fifa cogitou já para esse Mundial a adoção de 48 seleções (16 a mais do que hoje) o que implicaria na construção de ainda mais arenas.

O urso de pelúcia amarelo enorme, marca registrada do aeroporto, foi envolto por um gramado sintético, com as linhas de futebol demarcadas e imagens da construção dos estádios no fundo. O valor astronômico de US$ 220 bilhões (cerca de R$ 815 milhões) quando reveladas as projeções não foi o maior dos problemas enfrentados pela organização.

A candidatura catari tinha “fortes indícios” de corrupção na compra de votos, segundo o Relatório Garcia, divulgado pela Fifa, no ano passado. Mais do que isso, pesam contra o comitê local acusações de trabalho escravo e, por último, a federação israelense ameaçou não participar do torneio devido a questões políticas.

A Argentina está no Grupo D da Rússia 2018. Os bicampeões mundiais estreiam contra a Islândia no sábado (16), depois pegam Croácia (21) e fecham a primeira fase contra a Nigéria (26).

Veja a tabela completa da Copa do Mundo 2018

Clima da Copa no Rio: veja como ficaram algumas ruas pintadas