Copa 2018 Comitê da Copa 2018 se esquiva de casos de machismo na Rússia

Comitê da Copa 2018 se esquiva de casos de machismo na Rússia

Alexey Sorokin, homem-forte do COL, preferiu exaltar a atmosfera que Mundial, na primeira vez que entidade se manifesta sobre assunto

R7 na Copa

O COL (Comitê Organizador Local) da Rússia 2018 se posicionou nesta sexta-feira (29) pela primeira vez sobre os casos de brasileiros acusados de machismo durante a Copa do Mundo. Alexey Sorokin, homem-forte da organização, se esquivou do problema e disse que a questão está nas mãos das autoridades competentes.

Veja a tabela das oitavas de final da Copa do Mundo

Brasileiros flagrados em vídeo já foram identificados

Brasileiros flagrados em vídeo já foram identificados

Reprodução

Em diferentes publicações disponíveis na internet, torcedores brasileiros proferem insultos sexistas a jovens russas, pedindo para que elas falem palavras grosseiras. Até o momento, quatro homens que aparecem no vídeo foram identificados.

“Incidentes, insultos ou assédios não estão nas estatísticas do COL. Só vi estatísticas positivas até agora e o que vejo aqui não representa um grande problema. Claro que nós pedimos respeito, não importa se é com homens, mulheres ou crianças e contamos com o bom-senso de todos. Queremos que o respeito seja um comportamento comum a todos que estão acompanhando a Copa do Mundo”, disse Sorokin.

Essa foi a primeira reunião que o COL comentou o assunto, também no primeiro encontro com os jornalistas, no Estádio Luzhniki. Depois de um balanço da primeira fase, os profissionais da imprensa puderm fazer perguntas ao comitê organizador e ao chefe-geral de competições Colin Smith.

Apesar dos questionamentos, sempre que podiam, os dois faziam questão de ressaltar aspectos positivos que a Copa do Mundo na Rússi tem proporcionado aos torcedores e jogadores.

“Mostramos muito bem para o mundo que somos bem receptivos. A atmosfera da Copa do Mundo mostrou isso que somos cordiais com qualquer pessoas. Todos podem vir, são bem-vindos para torcer por seus times”, disse Sorokin. "Estamos muito felizes com esse evento maravilhoso. Recebemos feedbacks positivos e tem sido um torneio incrível. Não só apenas em dias de evento, mas também fora deles", completou Smith.

A Copa do Mundo se prepara para as oitavas de final que começam neste sábado, com França x Argentina, em Kazan, e Uruguai e Portugal, em Sochi. Brasil x México acontece na segunda, em Samara.

Veja qual é a seleção da Rússia 2018 após a primeira fase

    Access log