Copa 2018 Brasil perde da Bélgica por 2 a 1 e está eliminado da Copa 2018

Brasil perde da Bélgica por 2 a 1 e está eliminado da Copa 2018

Time belga abriu dois gols de vantagem no 1º tempo, segurou a pressão brasileira até o fim e se qualificou para pegar a França na semifinal da Copa

Cabisbaixo, Neymar lamenta chance perdida na derrota para a Bélgica

Cabisbaixo, Neymar lamenta chance perdida na derrota para a Bélgica

REUTERS/Murad Sezer - 6.7.2018

O Brasil perdeu da Bélgica por 2 a 1 nesta sexta-feira (6), na Arena Kazan, nas quartas de final da Copa do Mundo. Assim, a seleção de Tite está eliminada do Mundial da Rússia. Os gols foram marcados por Fernandinho (contra) e Kevin De Bruyne. Renato Augusto, que havia entrado no segundo tempo, diminuiu para a seleção brasileira.

Veja a tabela completa da Copa do Mundo 2018

O Brasil pressionou o time belga do início ao fim, mas perdeu muitas chances incríveis de gol e não conseguiu chegar pelo menos ao empate, que levaria o jogo para a prorrogação.

Agora, os belgas enfrentarão a França em uma das semifinais do Mundial. O jogo será disputado na próxima terça-feira, às 15 horas, em São Petersburgo.

Primeiro tempo

Os belgas chegaram primeiro ao ataque. Aos 2 minutos, o meia Kevin De Bruyne ganhou uma dividida com o volante Fernandinho, carregou até a entrada da área e bateu para o gol, mas a bola passou à direita de Alisson, que apenas acompanhou.

Aos 4 minutos, Neymar tabelou com Gabriel Jesus, foi até o fundo e cruzou para o camisa 9, mas a bola saiu alta demais e parou nas mãos do goleiro Courtois.

Neymar sofreu a primeira falta no jogo aos 5 minutos, quando foi derrubado por Fellaini. Logo depois, o meio-campista belga chegou firme novamente e atingiu o brasileiro mais uma vez.

A primeira grande chance do Brasil aconteceu aos 8 minutos. Neymar bateu escanteio pela esquerda, Miranda resvalou no primeiro poste e a bola sobrou para Thiago Silva, que acertou a trave de Courtois com um toque de joelho. Por pouco o Brasil não abriu o placar.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

A seleção brasileira se animou com o lance e passou a pressionar. Na sequência, Paulinho quase conseguiu finalizar na área, mas a defesa cortou para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou mais uma vez para Paulinho, que pegou mal.

Mas, aos 14 minutos, o belga Chadli cobrou escanteio pela direita, Fernandinho se atrapalhou e desviou contra o próprio gol: 1 a 0 para a Bélgica. Era a primeira vez que o Brasil saía perdendo na Copa.

O time brasileiro parecia ter assimilado bem o golpe e partiu para o ataque novamente. Um minuto depois de sofrer o gol, Gabriel Jesus recebeu de Neymar, dominou na pequena área, mas estava muito marcado e não conseguiu finalizar.

Aos 19 minutos, o meia Philippe Coutinho se livrou da marcação e bateu com a perna direita. O chute saiu rasteiro e forte, mas Courtois caiu bem para fazer a defesa.

Os belgas assustaram aos 20 minutos, quando Hazard caminhou com a bola de frente para o gol e passou na direita para Meunier. Marcelo cortou o cruzamento.

Em seguida, foi a vez do meia De Bruyne carregar a bola na intermediária e tocar para Lukaku na direita. O atacante invadiu a área, passou por Miranda e armou o chute, mas Thiago Silva chegou primeiro e deu um bico para a linha de fundo.

A equipe brasileira teve outro bom momento no ataque com o lateral Marcelo, que encarou a marcação e bateu firme para o gol. Courtois estava atento e defendeu com segurança.

Pouco depois, um susto para os torcedores brasdileiros:  Neymar sentiu algum incômodo no tornozelo esquerdo, aos 27 minutos, e teve que sair para receber atendimento. Mas o craque voltou ao gramado em seguida.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

Aos 31 minutos, a Bélgica desceu em um contra-ataque rápido e mortal, que começou com Lukaku no campo de defesa. O atacante passou para De Bruyne, livre pela direita. O meia chutou da entrada da área, no canto direito de Alisson, sem chances de defesa: 2 a 0.

A vantagem da Bégica crescia na partida, mas o Brasil seguiu tentando sufocar o adversário para chegar ao primeiro gol. Gabriel Jesus perdeu uma grande oportunidade de diminuir, aos 35 minutos, quando ficou sozinho na área, mas cabeceou alto demais.

Aos 37, Coutinho chutou forte em sua jogada característica — dominar pela esquerda e puxar para o meio —, mas Courtois voou para espalmar a bola pela linha de fundo.

Três minutos mais tarde, De Bruyne cobrou uma falta na lateral-direita do ataque belga com muito perigo. Alisson espalmou para a linha de fundo. No escanteio, o zagueiro e capitão Kompany tocou de letra, mas Alisson pegou com segurança.

Já nos acréscimos do primeiro tempo, Neymar arrancou em um contra-ataque e bateu, a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. Mas a arbitragem havia marcado impedimento do brasileiro.

Pouco antes, Neymar havia sido desarmado no bico esquerdo da área e os brasileiros chegaram a pedir pênalti, mas o árbitro sérvio Mirolad Masic mandou o lance seguir.

Segundo tempo

O Brasil voltou mais ofensivo para o segundo tempo. O técnico Tite tirou o meia Willian e colocou o atacante Roberto Firmino em campo.

Aos 3 minutos, o lateral-direito belga Alderweireld entrou duro em Paulinho para matar uma jogada de ataque e recebeu o cartão amarelo.

Um minuto depois, Neymar perdeu uma bola no ataque para Kompany. O zagueiro passou para De Bruyne, que lançou para Lukaku. O atacante partiu para cima da defesa brasileira, mas Miranda tomou a frente dele e Alisson pôde sair com tranquilidade.

A torcida brasileira, maioria no estádio, tentava incentivar a equipe. Aos, Marcelo cruzou e Firmino esticou o bico da chuteira, mas não conseguiu alcançar a bola, que saiu pela linha de fundo.

Aos 8 minutos, Neymar dominou pela esquerda, limpou dois zagueiros e caiu na área. Novamente, o árbitro sérvio mandou o jogo seguir. Dois minutos depois, Paulinho invadiu a área e chutou em cima de Courtois, que salvou a Bélgica de sofrer o primeiro gol.

Aos 11 minutos, Gabriel Jesus fez uma linda jogada pela direita, passou a bola por entre as pernas de Vertonghen e caiu na área depois de ser interceptado pelo zagueiro Kompany. O VAR foi acionado, mas nada foi marcado. 

O Brasil seguiu em cima dos belgas, especialmente pela esquerda, com Marcelo e Neymar. Mas as bolas cruzadas na área eram quase sempre rebatidas pela zaga.

Fernandinho errou um passe no ataque que propiciou um contra-ataque muito perigoso da Bpélgica, aos 16 minutos. De Bruyne passou para Eden Hazard na esquerda. O camisa 10 bateu forte e cruzado, mas a bola saiu pela linha de fundo.

No ataque seguinte, o Brasil teve outra grande chance em chute de Douglas Costa, que Courtois espalmou. No rebote, Paulinho se atrapalhou e perdeu o lance.

Claramente, os jogadores brasileiros estavam afobados pela desvantagem no placar e não conseguiam executar as jogadas com precisão. Prova disso foi o chute de Douglas Costa, aos 26 minutos. O atacante arriscou de longe e Courtois caiu para fazer a defesa sem dificuldade.

Aos 30 minutos, o Brasil teve mais uma boa oportunidade. Douglas Costa arrancou pela direita e chutou forte, Courtois espalmou para o meio da área e Neymar pegou o rebote, mas o chute foi travado pela defesa.

No lance seguinte, Renato Augusto recebeu passe de Coutinho na éra cabeceou no canto para vencer Courtois. Era o gol que o time brasileiro necessitava para continuar sonhando com a vaga nas semifinais da Copa.

O Brasil teve um grande contra-ataque puxado por Neymar, aos 32 minutos. O atacante tocou para Firmino, que finalizou alto demais. A pressão brasileira só aumentava e os belgas pareciam assustados.

Aos 35, Renato Augusto perdeu aquele que seria o gol de empate da seleção brasileira. O volante recebeu de Coutinho na cara de Courtois, mas chutou à direita do goleiro belga.

Pouco depois, aos 39, Neymar carregou pela esquerda, limpou o zagueiro e passou para Coutinho, que chegava na corrida. O meia bateu de chapa, mas alto demais. Nova chance incrível perdida pelo Brasil.

A Bélgica tentou puxar um contra-ataque com Eden Hazard, que foi derrubado por Fernandinho. O brasileiro recebeu o cartão amarelo pela falta.

Aos 46, já nos acréscimos, Neymar dividiu na área com Meunier e pediu pênalti ao árbitro. No entanto, o jogo seguiu. Aos 49, Neymar recebeu de Douglas Costa e bateu para grande defesa de Courtois. No escanteio, Alisson foi para a área.

O Brasil seguiu tentando desesperadamente chegar ao empate e levar a partida para a prorrogação. A Bélgica apenas tentava afastar o perigo e administrar a vantagem. E o jogo acabou.

Histórico

Foi o segundo encontro entre brasileiros e belgas em um Mundial. Em 2002, o Brasil venceu a Bélgica por 2 a 0 nas oitavas de final, em Kobe, no Japão, com gols de Rivaldo e Ronaldo.

Ficha técnica:
6/7 - Arena Kazan (Kazan)
BRASIL 1 x 2 BÉLGICA
Árbitro:
Mirolad Masic (Sérvia); Gols: Fernandinho (contra), aos 14 minutos do 1º tempo, De Bruyne, aos 31 do 1º tempo; Renato Augusto, aos 30 do 2º. Cartões amarelos: Alderweireld, Meunier (Bélgica); Fernandinho, Fágner (Brasil).
BRASIL: Alisson, Fágner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Fernandinho, Paulinho (Renato Augusto, aos 28 do 2º), Willian (Roberto Firmino, no intervalo), Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Douglas Costa, aos 12 do 2º). Técnico: Tite.
BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Meunier, Fellaini, e Chadli (Vermaelen, aos 37 do 2º); De Bruyne, Romelu Lukaku (Tielemans, aos 42 do 2º) e Eden Hazard. Técnico: Roberto Martínez.

Copa 2018: confira as imagens do confronto entre Brasil e Bélgica

    Access log