Esportes Conselho Deliberativo do São Paulo aprova reeleição presidencial

Conselho Deliberativo do São Paulo aprova reeleição presidencial

Julio Casares só deverá deixar a presidência do São Paulo daqui cinco anos. Nesta sexta-feira, o Conselho Deliberativo do clube aprovou a reeleição para presidente. Como foi eleito para um período de três anos e 2021 foi o seu primeiro no cargo, o dirigente poderá continuar até o final de 2026 se sair vencedor no próximo pleito.

Outra proposta importante, que foi votada nesta quinta e sexta-feira e rejeitada pelo Conselho foi a diminuição no número de conselheiros no clube, de 260 para 200. Em compensação, o aumento do mandato para seis anos foi aprovado, sem limite para reeleição. Foram 132 votos a favor, 83 contra e 16 abstenções.

A reeleição para presidente foi aprovada com 146 votos a favor, 83 contra e duas abstenções. Já a diminuição do número de conselheiros foi desaprovada por 121 votos, contra 90 aprovações e 20 abstenções.

Dos 254 eleitores, participaram da reunião on line 231 e faltaram 23. Outras 22 propostas de mudanças no estatuto do clube foram votadas. A maioria acabou aprovada.

Olten Ayres de Abreu, presidente do Conselho Deliberativo, tem 30 dias para convocar a Assembleia de Sócios, que vai ter 45 dias para analisar as propostas aprovadas.

O cargo na diretoria executiva por membro do Conselho Deliberativo também foi aprovado (139 votos, 89 contra e três abstenções) e vai ter Carlos Belmonte, ao lado de Julio Casares.

Uma parte da torcida do São Paulo esteve na frente do Morumbi, na semana passada, para protestar contra várias das propostas apresentadas, inclusive a reeleição presidencial.

Últimas