Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Conmebol abre investigação de racismo no caso do goleiro Everson do Atlético-MG 

Depois do jogo contra o Libertad, um torcedor imitou um macaco diante do goleiro do clube mineiro; a entidade diz que a atitude é inaceitável

Esportes|Ana Paula Pedrosa, da Record TV Minas

Torcedor imitou macaco para o goleiro clube mineiro
Torcedor imitou macaco para o goleiro clube mineiro Torcedor imitou macaco para o goleiro clube mineiro

A Conmebol abriu uma investigação para apurar o caso de racismo contra o goleiro Everson, do Atlético-MG, na partida desta terça-feira (27) contra o Libertad, do Paraguai, pela Copa Libertadores.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

A agressão aconteceu no fim da partida, quando um torcedor que estava na arquibancada imitou um macaco. A cena foi flagrada pelas câmeras do próprio Atlético, que entregou as imagens à entidade.

Publicidade

Em nota enviada ao jornalismo da RecordTV Minas, a Conmebol afirma que "considera absolutamente inaceitável qualquer tipo de manifestação de racismo ou outras formas de violência em seus torneios" e completa dizendo que "a luta contra esse flagelo ocupa um lugar central" no trabalho da entidade. O Libertad também foi procurado, por meio de sua assessoria de imprensa, mas não respondeu ao contato.

O goleiro pretendia ir a uma delegacia paraguaia para registrar o caso, mas não foi devido ao horário do voo de volta. Em sua rede social, ele fez um desabafo e afirmou que não é a primeira vez que é vítima de racismo. "Infelizmente, atos tão deploráveis como esse ainda acontecem com frequência na nossa sociedade", escreveu. Ele ainda disse que perdoa o agressor. "Eu te perdoo por você ser assim e por pensar e agir de uma maneira tão triste e desprezível. A sua atitude me fortalece."

Também por meio de redes sociais, o Atlético fez dois posts sobre o caso. No primeiro, o clube publicou as imagens e cobrou que os responsáveis sejam punidos. "Punições realmente severas precisam ser aplicadas para que essas cenas covardes e inadmissíveis vistas no Defensores del Chaco não aconteçam nos estádios da América do Sul." O segundo post foi uma homenagem ao goleiro. "Temos orguho do seu talento, da sua origem e do que você representa dentro e fora de campo."

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.