Esportes Com um a mais, Manchester United faz 9 no Southampton e cola no City

Com um a mais, Manchester United faz 9 no Southampton e cola no City

Sem tomar conhecimento do Southampton e sabendo aproveitar a vantagem numérica, o Manchester United aplicou 9 a 0 no adversário, nesta terça-feira, no Old Trafford, pela 22ª rodada do Campeonato Inglês. O contundente triunfo deixou o United na cola do Manchester City, atual líder da tabela.

O placar fez o Manchester United igualar o recorde que o próprio time já havia imposto em 1995 na vitória por 9 a 0 sobre o Ipswich. Até então, era a maior goleada da história da era da Premier League na organização do Inglês. Porém, curiosamente, na temporada passada, o mesmo Southampton levou uma goleada pelo mesmo marcador, diante do Leicester City.

Além do recorde, o triunfo valeu ao United uma importante aproximação ao City. Os dois times somam os mesmos 44 pontos, mas a equipe comandada por Josep Guardiola tem vantagem no saldo de gols. Além disso, o City agora tem dois jogos a menos que o rival. Em terceiro aparece o Liverpool, com 40. O time ainda jogará nesta rodada, nesta quarta, contra o Brighton. O City enfrentará o Burnley, no mesmo dia.

Nesta terça, o United soube aproveitar bem a vantagem numérica que surgiu logo no primeiro minuto de jogo. Jankewitz acertou falta violenta em Scott McTominay e levou o cartão vermelho direto. A expulsão desestabilizou o Southampton, que praticamente não ofereceu resistência aos anfitriões.

A goleada foi aberta aos 17, quando Luke Shaw cruzou da esquerda e Aaron Wan-Bissaka surgiu por trás da zaga, na segunda trave, para escorar com o pé direito, de primeira. Na sequência, aos 24, uma nova boa trama do Manchester pela esquerda culminou em cruzamento rasteiro de Mason Greenwood para Rashford completar para o gol com facilidade.

O mesmo Rashford cruzou da direita e o zagueiro Jan Bednarek desviou contra as próprias redes, no terceiro gol do United, aos 33. Cinco minutos depois, Shaw cruzou da esquerda e Cavani, sem marcação e sem precisar pular, cabeceou com tranquilidade para as redes.

O segundo tempo começou com gol do Southampton, aos 8 minutos. Mas o lance de cobrança de falta ensaiada foi anulado, por impedimento. Foi o único lance de perigo dos visitantes ao longo dos 90 minutos.

Com amplo domínio no jogo, o United marcou mais duas vezes com facilidade, aos 24, com Martial, e aos 26, com Scott McTominay, o jogador que protagonizou o lance da expulsão, no início do jogo.

Antes do apito final, a equipe da casa alcançou mais três gols. Aos 41 minutos do segundo tempo, Bruno Fernandes balançou as redes em cobrança de pênalti. No lance que gerou a penalidade, Jan Bednarek foi expulso. No primeiro tempo, ele já havia marcado gol contra. Aos 45, Martial anotou mais e, aos 47, Daniel James selou a contundente goleada no Old Trafford.

DAVID LUIZ É EXPULSO E ARSENAL PERDE - Jogando fora de casa, o Arsenal voltou a tropeçar. De virada, foi derrotado pelo Wolverhampton por 2 a 1, em partida na qual perdeu dois jogadores por expulsão: o zagueiro brasileiro David Luiz e o goleiro Bernd Leno, um em cada etapa do confronto.

O defensor levou o cartão vermelho direto nos acréscimos do primeiro tempo ao tocar em Willian José na entrada da área. Ruben Neves converteu a cobrança de pênalti. Antes, aos 32, Nicolas Pepe havia aberto o placar, em favor do Arsenal. E, aos 9 minutos, Bukayo Saka teve anulado um gol, do time londrino.

Na segunda etapa, João Moutinho anotou o gol da virada aos quatro minutos, em bela jogada. E, aos 27, Leno foi excluído da partida por tocar com a mão na bola fora da área, na tentativa de barrar um rápido contra-ataque do Wolverhampton. O Arsenal estacionou no 10º lugar da tabela, com 31 pontos.

Mais cedo, o Sheffield United venceu mais uma, em sua lenta recuperação. O lanterna do Inglês bateu o West Bromwich por 2 a 1, em casa. Ainda está em 20º e último lugar, com apenas 11 pontos. E o Crystal Palace superou o Newcastle por 2 a 1, fora de casa.

Últimas