Esportes Com titulares, Santos aposta na força caseira diante do Atlético-GO para subir

Com titulares, Santos aposta na força caseira diante do Atlético-GO para subir

O Santos ainda não engrenou no Campeonato Brasileiro. São quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas, que deixam a equipe no meio da tabela de classificação. Acabar com o efeito gangorra virou missão e o estádio da Vila Belmiro, em Santos, é a aposta. Com 87,5% dos pontos somados em casa, defende a invencibilidade caseira diante do Atlético Goianiense, às 18h15 deste domingo, com os titulares para subir na classificação.

Mesmo com mata-mata da Copa do Brasil no meio de semana pela frente, contra o Juazeirense-BA, o técnico Fernando Diniz garante não pensar em dar descanso a ninguém. Ao contrário, mira aprimorar o entrosamento justamente para os compromissos mais decisivos. O Santos ainda terá as quartas da Copa Sul-Americana contra o Libertad, do Paraguai.

Titular pela primeira vez no jogo passado, diante do Independiente, na Argentina, Carlos Sánchez terá nova chance para se aprimorar ao lado de Jean Mota. Antes eram concorrentes pela vaga e o uruguaio vinha substituindo o companheiro. Agora formam a dupla de armadores com Gabriel Pirani indo para a reserva.

Apesar da classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana, o Santos voltou da Argentina classificado apenas pela atuação heroica do goleiro João Paulo. O time passou sufoco enorme ao longo dos 90 minutos. Tudo o que Diniz não quer que aconteça diante dos goianos. A recomendação é ser protagonista.

Na frente, Marinho, Kaio Jorge e Marcos Guilherme serão encarregados de furar a boa parede defensiva montada por Eduardo Barroca. Diante dos não menos defensivos Juventude e Sport, o Santos desperdiçou quatro pontos com empates frustrantes. Promete criatividade e movimentação para evitar novo tropeço.

Ex-titular, Felipe Jonatan terá mais uma chance para recuperar a posição na lateral-esquerda. Moraes, contratado do Mirassol, mas que pertence ao Atlético Goianiense, não deve atuar por causa de lesão muscular. Mesmo vindo dos goianos, ele poderia jogar, já que as diretorias entraram em acordo e Arthur Gomes, emprestado aos visitantes pelo Santos, poderá encarar a ex-equipe.

Com 16 pontos, o Santos sabe que não pode perder pontos em casa para evitar que a distância para o G4 aumente. Atualmente são oito pontos de distância do Red Bull Bragantino, quarto colocado e com o qual empatou na rodada passada, por 2 a 2, com gol nos acréscimos.

ATLÉTICO GOIANIENSE - Vivendo um momento negativo no Brasileirão, o Atlético Goianiense vai tentar se recuperar diante do Santos. O técnico Eduardo Barroca terá problemas para escalar o time. O zagueiro Éder (terceiro amarelo) e volante Willian Maranhão (expulso na última partida) estão suspensos. Oliveira deve entrar na vaga de Éder e Gabriel Baralhas surge como o substituto de Willian Maranhão.

O lateral-esquerdo Igor Cariús, com uma lesão na panturrilha direita, também está fora. Natanael, recuperado de desconforto muscular, será o titular. Em contrapartida, o atacante Zé Roberto volta de suspensão e será titular no lugar de Janderson.

O goleiro Fernando Miguel, capitão do time, pediu mais atenção de todos. "Precisamos seguir trabalhando, subir um pouco a concentração, é algo que vínhamos nos cobrando para desenvolver um pouco melhor. Nas vitórias já estávamos nos cobrando, agora neste momento, o discurso é o mesmo e a cobrança também", assegurou.

O Atlético Goianiense iniciou a competição vencendo o Corinthians, fora de casa, e batendo o São Paulo, em Goiânia. Resultados que davam mostras que o time goiano iria dar trabalho na competição. Nas últimas rodadas, porém, tudo mudou. Vem de quatro jogos sem vitórias e de duas derrotas consecutivas - 3 a 0 para o Palmeiras, no último domingo, e 2 a 1 para o Cuiabá, na última quarta-feira, em jogo adiado da terceira rodada.

Resultados que derrubaram o time para a 11.ª colocação, com 11 pontos. Agora, pela 13.º rodada, espera voltar ao caminho da vitória e figurar nas primeiras colocações. Fora de casa, o Atlético Goianiense fez cinco jogos: venceu Corinthians e Grêmio e foi derrotado por Atlético-MG, Athletico-PR e Cuiabá.

Últimas