Esportes Com reservas, Brasil atropela Chile e engata 3ª vitória no Sul-Americano de Vôlei

Com reservas, Brasil atropela Chile e engata 3ª vitória no Sul-Americano de Vôlei

A seleção brasileira feminina de vôlei não encontrou dificuldades para derrotar o Chile por 3 sets a 0 nesta sexta-feira, em duelo da terceira rodada do Campeonato Sul-Americano. Mesmo com uma equipe considerada reserva em quadra, o time comandado por José Roberto Guimarães ganhou das chilenas com tranquilidade, com parciais de 25/11, 25/19 e 25/14, e encaminhou seu classificação ao Mundial, que será disputado na Holanda e Polônia em 2022.

Em Barrancabermeja, na Colômbia, o Brasil fez o que se esperava dele e dominou e venceu com autoridade o rival mais frágil da competição no seu terceiro desafio no sul-americano. A equipe medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio se manteve invicta e engatou o terceiro triunfo seguido. Antes, havia vencido o Peru e a Argentina.

O próximo e último adversário do torneio será a Colômbia, domingo, às 21h30 (de Brasília). Se vencer as colombianas, a seleção brasileira conquista seu 22º título continental.

A fragilidade do Chile fez com que Zé Roberto escalasse quase todas reservas. Apenas Ana Cristina foi mantida na equipe. Ela foi a maior pontuadora da partida, com 15 pontos. Destaque na Olimpíada de Tóquio, Rosamaria entrou no lugar de Kasiely na metade do terceiro set e ficou até o final - ela se recupera de um problema no pé. O treinador rodou o elenco, deu confiança para as jovens jogadoras e viu uma boa atuação de suas comandadas.

Roberta, Lorenne, Bia, Mayany, Kasiely, Ana Cristina e Natinha foram as titulares. Depois de um desafio difícil contra a Argentina, elas fizeram um bom jogo e dominaram as chilenas, especialmente no primeiro set, em que as brasileiras aproveitaram os erros em profusão das adversárias e fecharam a parcial em 25 a 11.

O único momento de oscilação aconteceu no segundo set, em que o Chile encaixou uma boa sequência de contra-ataques e reduziu a diferença de oito para quatro pontos. Mas o Brasil retomou o controle da parcial e ganhou por 25 a 19. No terceiro set a atração foi Rosamaria.

Ainda se recuperando de uma fascite plantar, ela entrou para sacar e ficou em quadra como ponteira. Inspirada, Ana Cristina, a melhor em quadra, continuou seu show e comandou a vitória na terceira parcial, consumando o triunfo brasileiro na Colômbia.

Últimas