Esportes Com quase 53 mil torcedores em Anfield, Liverpool faz 2 a 0 e se vinga do Burnley

Com quase 53 mil torcedores em Anfield, Liverpool faz 2 a 0 e se vinga do Burnley

O Liverpool fez bela festa na volta de sua torcida aos estádios, após mais de 500 dias. Diante de 52.951 pagantes em Anfield, a equipe de Jürgen Klopp jogou bem, criou inúmeras chances e se vingou do Burnley com vitória por 2 a 0. Foi o segundo triunfo seguido neste início de Campeonato Inglês.

O rival da primeira partida com mandante não trazia boas recordações ao Liverpool. Em janeiro, pelo segundo turno da edição passada, o Burnley surpreendeu ao ganhar em Anfield, por 1 a 0, deixando o time de Klopp com vaga na Liga dos Campeões ameaçada, na oportunidade, após somar o quinto jogo seguido sem vitória. A ordem neste sábado era se redimir daquele tropeço.

Mesmo num Anfield lotado, o Burnley não se intimidou e iniciou bem o jogo. Em busca da reabilitação após levar 2 a 1 do Brighton na estreia, se arriscava e até exigia trabalho do goleiro Alisson. Chegou a reclamar de um pênalti antes de sair em desvantagem. Mesmo sob grande dificuldade, o Liverpool achou o caminho do gol graças a bom posicionamento de Diogo Jota, atualmente titular na vaga de Roberto Firmino.

O atacante português surgiu entre os zagueiros aos 17 minutos para cabecear e vencer o goleiro. Cruzamento preciso de Tsimikas para o camisa 20 "explodir" as arquibancadas. Festa gigantesca dos torcedores após mais de 500 dias longe de Anfield.

Com espaços para os contra-ataques após abrir o placar, o Liverpool buscava mais um gol para ter calma. Salah deixou sua marca, mas estava impedido. Mané mandou pelo alto chance clara. O jogo era aberto e com oportunidades dos dois lados.

Numa saída errada de Alisson, quase o Burnley empatou antes do intervalo. Tarkowski viu sua cabeçada passar raspando. Apesar de reclamar de falta, o lance foi normal, proporcionando enorme susto à torcida e a Jürgen Klopp. A dúvida era se o treinador mexeria na equipe no descanso.

Tinha boas opções na reserva, como Thiago Alcântara e Roberto Firmino, mas optou pela manutenção da escalação. E, com menos de um minuto, levou novo susto com gol de Barnes. O empate acabou invalidado por impedimento do atacante do Burnley.

O lance mexeu com o Liverpool, que "despertou" na partida. Para não correr novos riscos, a equipe avançou suas linhas e sufocava, acumulando chances criadas e perdidas. Num lindo lance coletivo, enfim, surgiu o segundo gol.

O zagueiro Van Djik iniciou a jogada com lançamento longo para Elliot. De primeira, toques para Arnold e para Mané. O atacante bateu de primeira e correu para festejar. Aos 23, enfim a tranquilidade no placar.

Mané saiu aplaudido de pé para entrada de Firmino. O treinador também lançou Thiago Alcântara para dar ritmo a seus "reservas de luxo". Na rodada passada, o atacante da seleção brasileira foi às redes quatro minutos após sua entrada. Desta vez, não teve a mesma sorte. Mas a vitória estava garantida e a defesa seguiu intacta graças a bom trabalho de Alisson.

Últimas