Esportes Com Messi e Neymar, Conmebol divulga seleção da Copa América com sete finalistas

Com Messi e Neymar, Conmebol divulga seleção da Copa América com sete finalistas

Como era de se esperar, a seleção da Copa América divulgada pela Conmebol nesta terça-feira, em Assunção, trouxe os dois principais astros da competição disputada em solo brasileiro: Lionel Messi e Neymar. A lista ainda tem outros cinco jogadores das seleções do Brasil e da Argentina, que disputaram a final no último sábado, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

A campeã Argentina foi quem mais cedeu representantes na equipe ideal da competição. Além do astro Messi, artilheiro da competição com quatro gols, ainda se destacaram o goleiro Martínez, o defensor Romero e o meia De Paul.

A participação do jogador de 27 anos na competição sul-americana foi tão boa que fez o Atlético de Madrid investir R$ 215 milhões para tirá-lo da Udinese. O novo contrato assinado por De Paul com os espanhóis é de cinco temporadas e agora ele poderá ser rival de Messi, em negociações para a renovação com o Barcelona.

Entre os brasileiros, também nenhuma surpresa. Melhor jogador disparado do Brasil na competição, Neymar acabou reconhecido pelos dirigentes, bem diferente do que vem ocorrendo com suas atuações no Paris Saint-Germain. Ele teve a companhia do companheiro de clube Marquinhos, na defesa, e do volante Casemiro, do Real Madrid.

As outras quatro indicações da equipe ideal vieram de seleções diferentes. Mesmo não indo às semifinais, o Chile viu o lateral-direito Maurício Isla, do Flamengo, indicado. Também sem vaga entre os quatro melhores, o Equador emplacou o lateral-esquerdo Estupiñan, do Villarreal.

Grande nome da Colômbia, terceira colocada do torneio, o atacante Luis Díaz teve as boas atuações recompensadas, assim como o também lateral-esquerdo peruano Yotún, quarto colocado, e que entrou como meia na seleção da competição.

Confira como ficou a seleção da Copa América: Martínez; Isla, Marquinhos, Romero e Estupiñan; Casemiro, Yotún e De Paul; Neymar, Messi e Luis Díaz.

Últimas