Esportes Com Hernanes em baixa, São Paulo mira contratação do vascaíno Benítez

Com Hernanes em baixa, São Paulo mira contratação do vascaíno Benítez

A vontade de um ídolo terminar a carreira no clube de coração por vezes não termina como se imagina. Hernanes que o diga. Voltou para sua terceira passagem no São Paulo com status de craque e, após duas temporadas com poucos jogos, está em baixa no clube. Com contrato até o fim do ano, ele deve sair sem deixar saudades. A prova que perdeu o prestígio vem pela busca por um armador: o argentino Benítez, que está emprestado ao Vasco pelo Independiente, da Argentina.

Depois de lançar o jovem Gabriel Sara e apelar até para Tchê Tchê e Vitor Bueno fora de suas posições de origem ao longo de 2020, preterindo Hernanes para a vaga, o São Paulo abriu 2021 buscando um novo camisa 10. A bola de vez é o meia vascaíno, com acordo de empréstimo apenas até o meio do ano, no Rio, e que deve ter a liberação facilitada após o rebaixamento no Brasileirão e a intenção de redução de gastos.

O interesse do São Paulo no novo armador foi revelado pelo diretor de futebol Carlos Belmonte, que o definiu "como grande articulador e um belíssimo jogador." "Considero um grande jogador, tem contrato até o meio do ano com o Vasco, contrato de empréstimo. O Benítez temos o interesse nele, mas sabemos de toda essa dificuldade que o Vasco tem contrato com ele. Estamos analisando, vendo as possibilidades, mas achamos um belíssimo jogador, articulador de 26 anos, um jogador muitíssimo interessante", afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Com a ideia de Hernán Crespo em contar com o compatriota Benítez, as chances para Hernanes ficarem ainda mais restritas no clube do Morumbi. O jogador caiu em descrédito com Fernando Diniz com a série de tropeços do clube no primeiro semestre de 2020. Praticamente virou um reserva de luxo, quase nunca sendo acionado ou entrando para atuar por poucos minutos. Veio o interino Marcos Vizzoli e nada de chances. Ele esperou a definição do novo comandante para 2021 antes de definir seu futuro. Tinha ideia de respirar novos ares. Mas mudou de opinião com a contratação do argentino. Acreditava ser "resgatado" pelo treinador.

Saiu do banco para atuar alguns minutos diante de Botafogo-SP e Inter de Limeira. Contudo, não foi solicitado no clássico contra o Santos. Desde que se recuperou de lesão, já são 30 partidas à disposição. Atuou em mais da metade: 18. Mas somando pouco mais de 200 minutos em campo. A chegada de Benítez fará os dirigentes tricolores facilitarem sua saída para um novo clube.

Últimas