Esportes Com finais em abril, CBV inicia Superliga Masculina no dia 31 e Feminina em 9/11

Com finais em abril, CBV inicia Superliga Masculina no dia 31 e Feminina em 9/11

Um dia após a divulgação do protocolo sanitário para a disputa da Superliga, a Confederação Brasileira de Voleibol divulgou as tabelas das versões feminina e masculina do torneio. A entidade determinou que o torneio dos homens começará em 31 de outubro, enquanto a disputa entre as mulheres se iniciará em 9 de novembro. E seus campeões serão conhecidos em abril de 2021.

Ambos os torneios contam com 12 participantes, que irão se enfrentar em dois turnos, com os oito primeiros avançando às quartas de final. A partir daí, a disputa se dá em série melhor de três jogos. As decisões do torneio feminino foram agendadas para 9, 13 e 16 de abril. Já no masculino, a disputa pela taça ocorrerá em 10, 17 e 21 de abril.

A Superliga Masculina contará com Apan/Eleva/Blumenau (SC), Minas Tênis Clube (MG), Vôlei UM Itapetininga (SP), Montes Claros América Vôlei (MG), Caramuru Vôlei (PR), Sada Cruzeiro (MG), EMS Taubaté Funvic (SP), Sesi-SP, Azulim/Gabarito/Uberlândia (MG), Vedacit Vôlei Guarulhos (SP), Pacaembu Ribeirão (SP) e Vôlei Renata (SP).

O jogo que abrirá a competição, em 31 de outubro, às 17 horas, será Itapetininga x Blumenau. No mesmo dia, ocorrerão os duelos Pacaembu x Minas, às 19h, e Sesi-SP x Caramuru, a partir das 21h30.

Sesi Vôlei Bauru (SP), Brasília Vôlei (DF), Curitiba Vôlei (PR), Fluminense (RJ), Itambé/Minas (MG), Osasco Audax/São Cristóvão Saúde (SP), Pinheiros (SP), Dentil/Praia Clube (MG), São José dos Pinhais (PR), Sesc RJ Flamengo (RJ), São Paulo/Barueri (SP) e São Caetano (SP) serão os participantes da Superliga Feminina. E o torneio vai começar em 9 de novembro com Curitiba x Osasco, às 19 horas.

Na temporada 2019/2020, a Superliga foi encerrada antes da definição dos campeões em função da pandemia do coronavírus. Para a próxima edição do torneio, a CBV definiu que jogos serão adiados caso os times tenham quatro casos de covid-19 em seus elencos ou de dois levantadores. E os atletas que testarem positivo deverão ficar em quarentena de dez dias.

Últimas