Com duelo de artilheiros, Borussia Dortmund e Bayern fazem a 'final' do Alemão

Com a atenção de grande parte dos torcedores do país voltada para as telas de televisões, telefones celulares ou computadores - já que não é permitida a presença de público nas partidas por conta da pandemia do novo coronavírus -, Borussia Dortmund e Bayern de Munique fazem nesta terça-feira, às 13h30 (horário de Brasília), no Estádio Signal Iduna Park, a "final" antecipada do Campeonato Alemão. O jogo é pela 28.ª das 34 rodadas previstas, mas uma vitória do time visitante praticamente definirá a disputa pelo título.

Desde a retomada da competição no último dia 16, as equipes venceram as duas partidas que fizeram e a vantagem do líder Bayern permanece em quatro pontos (61 a 57). Assim, ser derrotado em casa e ver o rival abrir sete, com apenas mais seis rodadas a disputar, fará com que o Borussia tenha uma missão quase impossível para faturar a taça de campeão. Uma triunfos, ao contrário, esquentaria ainda mais a briga entre os clubes mais ganhadores do país nos últimos anos.

Nessa disputa, um duelo em especial chama a atenção. A dos artilheiros Robert Lewandowski, polonês do Bayern, e Erling Haaland, norueguês do Borussia. O primeiro é o goleador máximo do Alemão, com 27 gols, e o segundo, contratado em janeiro passado junto ao Red Bull Salzburg, da Áustria, já marcou dez em dez jogos.

No primeiro turno, o Bayern goleou por 4 a 0 em Munique, em novembro, quando o Borussia ainda não tinha Haaland e o turco Emre Can no elenco. Em Dortmund, os torcedores preferem lembrar da vitória de sua equipe por 2 a 0 na Supercopa da Alemanha, em agosto, ou o triunfo por 3 a 0 sobre o rival da região da Baviera em novembro de 2018, pelo Alemão.

"Temos que permanecer fortes durante os períodos em que o Bayern estiver no controle. Mas também precisamos estar cientes da nossa qualidade ofensiva. Sempre podemos marcar gols. Se quisermos continuar jogando pelo campeonato, precisamos vencer a partida", afirmou o suíço Lucien Favre, técnico do Dortmund, que poderá contar com a volta do volante belga Alex Witsel no meio de campo.

No lado do Bayern, o treinador Hansi Flick não terá, mais uma vez, o meio-campista brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara por conta de uma lesão - Leon Goretzka deverá ser o substituto. "O Dortmund encontrou grande estabilidade na defesa como resultado da mudança do sistema. Posso imaginar que eles inicialmente agirão defensivamente. Mas se fizerem algo diferente, certamente responderemos bem", garantiu.

Sem a presença de torcedores no estádio, o Borussia Dortmund não poderá contar com a famosa "Muralha Amarela", que fica atrás de um dos gols. O atacante Thomas Müller, do Bayern, lamenta que a atual situação provocada pela pandemia da covid-19 cause essa medida de segurança para evitar aglomerações.

"É claro que gostamos quando tem torcida. Não há nada mais bonito do que jogar com torcida estas partidas contra o Dortmund na Allianz Arena ou em Dortmund", admitiu Müller. "Mas é nosso trabalho e vamos mostrar que mesmo sem torcida somos capazes de jogar o futebol com paixão", concluiu.

OUTROS JOGOS - Além do clássico, a rodada na Alemanha terá mais três jogos nesta terça-feira. Na briga por vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa, Bayer Leverkusen (quarto com 53 pontos) e Borussia Mönchengladbach (quinto com 52) estarão em campo. O primeiro recebe o Wolfsburg e o segundo visita o Werder Bremen. O outro duelo do dia será Eintracht Frankfurt x Freiburg.

A terceira colocação na tabela de classificação está com o RB Leipzig, com 54 pontos. Nesta quarta-feira, o time que fica na região da antiga Alemanha Oriental receberá o Hertha Berlin. As outras partidas do dia serão: Augsburg x Paderborn, Fortuna Düsseldorf x Schalke 04, Hoffenheim x Colônia e Union Berlin x Mainz.