Com domínio da Mercedes, Hamilton bate Bottas por 0s059 e anota 92ª pole na F-1

Depois de uma prova atípica em Silverstone no fim de semana passado, em que não largou em primeiro e também não venceu a corrida, o hexacampeão Lewis Hamilton restabeleceu seu domínio na Fórmula 1 e conquistou neste sábado a pole do GP da Espanha, corrida que terá novamente os dois carros da Mercedes nas duas primeiras posições.

Para faturar a 92ª pole de sua carreira, a quarta nesta temporada e a quinta em Barcelona, Hamilton anotou o tempo de 1min15s584, apenas 0s059 mais veloz que o companheiro Valtteri Bottas. "Não consegui melhorar minha segunda volta, mas felizmente a primeira foi boa o bastante para a pole", disse o britânico.

Em mais um duelo pelo primeiro posto entre os seus dois pilotos, a Mercedes ampliou sua soberania, visto que assegurou a pole em todas as seis corridas desta temporada - quatro com o britânico e duas com o finlandês -, sendo que só não conseguiu dobradinha no treino classificatório em apenas uma delas, no GP da Estíria.

Piloto que mais se aproxima da dupla da Mercedes, o holandês Max Verstappen, vencedor da última corrida em Silverstone com uma estratégia perfeita, fez um bom trabalho no treino de classificação e largará em terceiro com a sua Red Bull. Ele foi 0s708 mais lento que Hamilton, mas é possível que reduza a desvantagem na corrida diante da possibilidade de o desgaste de pneus ser um fato decisivo.

A Racing Point colocou seus dois pilotos na quarta e quinta colocações, com o mexicano Sergio Perez, recuperado da covid-19, à frente do canadense Lance Stroll. Parceiro de Verstappen na Red Bull, o tailandês Alexander Albon largará em sexto no grid. A McLaren conseguiu o sexto e sétimo lugares, com o espanhol Carlos Sainz Jr. à frente do jovem britânico Lando Norris.

Enquanto vê a rival ostentando vitórias e despontando como favorita para mais um título da categoria, a Ferrari não consegue se encontrar e voltou a dar vexame. O monegasco Charles Leclerc, que vinha tendo boas performances, apesar dos problemas com seu carro, vai largar só em nono, duas posições à frente de seu companheiro Sebastian Vettel.

O alemão tetracampeão correu com chassi novo, mas não conseguiu ir para a fase final da atividade por apenas 0s002. Entre Leclerc e Vettel, fechando a lista dos dez primeiros, aparece o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri.

A largada para o GP da Espanha, no circuito de Barcelona, está prevista para as 10h10 (horário de Brasília) deste domingo. A corrida é a sexta etapa da temporada de 2020 da Fórmula 1.

Confira o grid de largada do GP da Espanha:

1º) Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) - 1min15s584

2º) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - 1min15s643

3º) Max Verstappen (HOL/Red Bull) - 1min16s292

4º) Sergio Perez (MEX/Racing Point) - 1min16s482

5º) Lance Stroll (CAN/Racing Point) - 1min16s589

6º) Alexander Albon (TAI/Red Bull)- 1min17s029

7º) Carlos Sainz (ESP/McLaren) - 1min17s044

8º) Lando Norris (GBR/McLaren) - 1min17s084

9º) Charles Leclerc (MON/Ferrari - 1min17s087

10º) Pierre Gasly (FRA/Alphatauri) - 1min17s136

------------------------------------------------------

11°) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - 1min17s168

12º) Daniil Kvyat (RUS/Alphatauri) - 1min17s192

13º) Daniel Ricciardo (AUS/Renault) - 1min17s198

14º) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - 1min17s386

15º) Esteban Ocon (FRA/Renault) - 1min17s567

------------------------------------------------------

16º) Kevin Magnussen (DIN/Haas) - 1min17s908

17º) Romain Grosjean (FRA/Haas) - 1min18s089

18º) George Russell (GBR/Williams) - 1min18s099

19º) Nicholas Latifi (CAN/Williams) - 1min18s532

20º) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - 1min18s697