Com atletas infectados, Atlético-GO retorna ao Brasileirão diante do Flamengo

Após não ir a campo no final de semana, por conta da participação do Corinthians na decisão do Paulistão, o Atlético-GO retorna ao Brasileirão nesta quarta-feira, às 20h30, quando recebe o Flamengo, pela segunda rodada, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia.

A partida, porém, está cercada de incertezas. Afinal, os goianos receberam os resultados dos testes de covid-19 apenas na noite desta terça-feira, mas a CBF havia ficado de entregá-los ao longo da tarde. De qualquer forma, quatro jogadores deram positivo para o novo coronavírus.

O Atlético-GO, porém, conseguiu o aval da CBF para escalar quatro jogadores que tiveram resultados positivos no teste de coronavírus. O clube alegou que os atletas já haviam sido contaminados anteriormente e não são mais transmissores da covid-19.

O nome dos quatro infectados, cabe destacar, não foram revelados. Inicialmente, o desfalque rubro-negro para a partida seria apenas o atacante Renato Kayzer, com uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda. O artilheiro do time no ano, com sete gols em dez jogos, deve ser substituído por Júnior Brandão.

"Adversário duríssimo, que perdeu na estreia e que vem buscar a reabilitação. É difícil jogar contra o Flamengo, porque é o único que nunca joga fora de casa, por causa de sua torcida. Mas acho que é um bom momento, porque ele perdeu na estreia e vai querer buscar uma vitória. De outro lado, ele precisa encontrar um time que entenda que a parte emocional vai ser decisiva dentro da partida", afirmou o técnico Vágner Mancini, tentando demonstrar confiança.