Clippers e Nuggets vencem em 'pré-temporada' da NBA na 'bolha' em Orlando

Pela primeira vez desde 11 de março, quando a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou a pandemia do novo coronavírus e o pivô Rudy Gobert, do Utah Jazz, foi diagnosticado com a covid-19, provocando a suspensão da temporada da NBA, a liga americana de basquete voltou à ação nesta quarta-feira. Pela 'pré-temporada' na 'bolha' criada dentro do complexo Wide World of Sports, pertencente à Disney, em Orlando, quatro jogos foram disputados, com destaque para as vitórias de Los Angeles Clippers e Denver Nuggets.

Na primeira partida deste aquecimento para a retomada da temporada da NBA, que será no próximo dia 30, os Clippers, um dos favoritos na Conferência Oeste, nem precisaram muito dos astros Kawhi Leonard e Paul George para derrotar o Orlando Magic por 99 a 90. O cestinha foi o armador Lou Williams, com 22 pontos. Pelo time da Flórida, o destaque foi Nikola Vucevic, com 18 pontos e 10 rebotes.

O duelo marcou o início dentro de quadra de uma série de medidas de proteção criadas pela NBA para o momento atual de pandemia. Sem público no complexo, os envolvidos têm que passar por testagem antes dos jogos, uso obrigatório de máscaras (exceto jogadores, técnicos e árbitros) e não podem causar aglomerações. Os jogadores, por exemplo, estão proibidos de fazer práticas usuais como lamber as mãos. Na quadra, que tem uma inscrição da campanha "Black Lives Matter" (Vidas Negras Importam), a música tocada por DJs era o único som vindo das arquibancadas.

Em outro jogo do dia, o Denver Nuggets bateu o Washington Wizards por 89 a 82 com grande atuação do reserva Troy Daniels, cestinha com 22 pontos. Mas o que chamou a atenção foi a escalação do quinteto titular da equipe do Colorado. Todos tinham mais que 2 metros de altura: Nikola Jokic (2,13m, jogando de armador), Jerami Grant (2,03m), Bol Bol (2,18m), Paul Millsap (2,01m) e Mason Plumlee (2,11m).

MASSACRE - Logo na 'estreia' pela pré-temporada, o New Orleans Pelicans não tomou conhecimento do Brooklyn Nets em quadra. O time de Nova Orleans massacrou o rival por 99 a 68, com destaque para três jogadores: Nickeil Alexander-Walker e E'Twaun Moore fizeram 14 pontos cada e Brandon Ingram contribuiu com outros 12.

Pela equipe de Nova York, que não contou com seus melhores jogadores, o pivô Jarrett Allen foi o melhor com 10 pontos e 10 rebotes.

A história foi diferente no último duelo desta quarta-feira em Orlando. Miami Heat e Sacramento Kings fizeram um encontro disputado e quem levou a melhor no final foi a equipe da Flórida com a vitória por 104 a 98.