Esportes Chegada de tufão ao Japão afeta programação de provas da Olimpíada de Tóquio

Chegada de tufão ao Japão afeta programação de provas da Olimpíada de Tóquio

Um tufão, que deve chegar a Tóquio no início da próxima semana, está afetando a organização de algumas provas dos Jogos Olímpicos, especialmente as disputas de remo, que teve de reprogramar "por precaução" as competições desta segunda-feira. Segundo a Agência Meteorológica Japonesa, o tufão Nepartak, cujas rajadas podem chegar a 90 quilômetros por hora, esteve neste sábado a cerca de 1.800 quilômetros ao sul de Tóquio. O problema é que ele se move na direção da cidade-sede dos Jogos, com previsão de chegar à capital antes de terça.

Os organizadores das provas de remo, por exemplo, marcadas para até a próxima sexta-feira, alteraram seu cronograma, acrescentando as disputas agendadas no calendário olímpico para segunda no grupo de etapas deste fim de semana. Há previsão de "ventos fortes e rajadas". Os especialistas observam e acompanham a movimentação do fenômeno.

A Federação Internacional de Vela (World Sailing), que por enquanto mantém todas as suas regatas deste domingo, alertou que "as provas de 26 a 28 de julho podem ser afetadas também" por esse tufão, classificado na última sexta-feira como de nível 8.

Os tufões são um tipo de ciclone tropical. Sua diferença para os furacões é de que ocorrem no Oceano Pacífico Ocidental, enquanto que os furacões são os ciclones tropicais do Oceano Atlântico Ocidental e no Pacífico Oriental. Quando ocorrem em outras regiões, o termo ciclone é utilizado de forma generalizada.

"Ao contrário de um terremoto, podemos adivinhar a trajetória de um tufão, o que permite que nos preparemos com antecedência", garantiu Masa Takaya, porta-voz de Tóquio-2020, acrescentando que os Jogos Olímpicos "tomarão medidas responsáveis".

A temporada de tufões no Japão vai aproximadamente de maio a outubro, com picos em agosto e setembro. No passado, essas violentas tempestades já atrapalharam os eventos esportivos no país, como aconteceu em 2019, quando o tufão Hagibis atingiu o Japão no momento em que sediava o Mundial de Rúgbi. Matou mais de 100 pessoas e obrigou os organizadores do torneio a cancelarem três partidas da fase de grupos.

Últimas