Esportes Chefe da Alfa Romeo testa positivo para covid-19 e perde testes da Fórmula 1

Chefe da Alfa Romeo testa positivo para covid-19 e perde testes da Fórmula 1

Na véspera do início da sua pré-temporada, a Fórmula 1 sofreu um desfalque importante por covid-19. Trata-se do francês Frederic Vasseur, chefe da Alfa Romeo. Ele testou positivo para o novo coronavírus e foi vetado das ações da categoria no Bahrein, onde todos os times vão testar seus novos carros entre sexta-feira e domingo.

De acordo com a própria Alfa Romeo, Vasseur não viajará para o Bahrein. Ele permanecerá em casa, isolado, de quarentena. O francês está bem e não apresenta sintomas. Seu primeiro teste deu positivo, mas o segundo, realizado dois dias depois, apresentou resultado negativo.

"Em nome da segurança do próprio Sr. Vasseur, do time e de todos os competidores e da comunidade da F-1, ele não viajará para o Bahrein e continuará trabalhando de casa pelos próximos sete dias, como exigido pelas autoridades locais", explicou a Alfa Romeo, em comunicado.

O time garantiu que o chefe seguirá conectado com o restante ao longo do importante fim de semana, no Bahrein. Antes de Vasseur, foram contaminados na F-1 os pilotos Sergio Pérez, Lance Stroll, Charles Leclerc e Lewis Hamilton e Toto Wolff, chefe de Mercedes.

Os testes da pré-temporada deste ano terão apenas três dias de duração, como medida de redução de custos na F-1. Nas duas temporadas anteriores, foram duas baterias de três dias cada, totalizando seis dias. E, antes, a pré-temporada chegou a contar com oito dias de duração.

A temporada 2021 da Fórmula 1 terá início no dia 28, justamente no Circuito Internacional do Bahrein.

Últimas