Esportes Ceni analisa desempenho de reforços do São Paulo e aposta em evolução física

Ceni analisa desempenho de reforços do São Paulo e aposta em evolução física

O técnico Rogério Ceni falou sobre a utilização dos novos contratados do São Paulo após duas partidas disputadas no Campeonato Paulista e afirmou que ainda espera evolução principalmente na parte física. Os cinco reforços trazidos pelo São Paulo para 2022 já chegaram ganhando espaço neste início de temporada. Jandrei, Rafinha, Alisson, Patrick e Nikão, todos eles começaram como titulares no empate por 0 a 0 contra o Ituano no último domingo.

"São jogadores importantes, que vêm somando ao grupo e devem melhorar com o passar do tempo, principalmente no quesito físico. Foram poucos dias de treinamento, tanto Patrick quanto Nikão já participaram desses dois jogos. Alisson talvez na parte física é quem esteja mais pronto. O Jandrei fez sua estreia, foi bem. Rafinha jogou por 90 minutos nos dois jogos, nota-se que os últimos minutos pesam para ele porque é um tempo curto de pré-temporada. Esperamos que todos possam evoluir", analisou o treinador.

O principal destaque positivo do São Paulo na última partida foi justamente um estreante, o goleiro Jandrei, que fez sua primeira partida como titular do clube. Jandrei defendeu pênalti e ainda outras defesas importantes durante os 90 minutos. Ceni afirmou que o atleta deverá ter mais oportunidades, mas sinalizou que ocorrerá um revezamento com Volpi, que deve voltar a ser titular na próxima partida.

"Jandrei fez um bom jogo sim, teve a defesa do pênalti. Deve ter mais oportunidades, claro, assim como o Volpi também. No próximo jogo devo utilizar o Volpi. Nesse começo devo experimentar alguns jogadores para ter uma ideia futura do que deve ser feito", afirmou Ceni.

Um dos problemas do time tricolor nas primeiras rodadas tem sido ofensivo, função em que Ceni demonstra contar com Nikão como uma resolução para os próximos confrontos. O treinador revelou que tem buscado dar liberdade ao atleta, mas ressaltou o curto período de preparação.

"O Nikão treinou poucos dias e vem começando a jogar. No momento ele sofre um pouco na parte física, o que é natural. Jogou cerca de 120 minutos nesses dois jogos. É um jogador que tende a crescer. Ele tem total liberdade de jogar entre linhas, mas nesses dois jogos ainda não teve tanto espaço. O objetivo é dar liberdade para que ele ache bons passes, boas oportunidades para explorar o corredor central", completou o técnico do time paulista.

O São Paulo joga pela terceira rodada do Paulistão na quinta-feira, contra o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista.

Últimas