CBF isenta clubes de taxas e prevê economia de R$ 1,3 milhão por mês

A CBF anunciou nesta sexta-feira uma medida de apoio financeiro aos clubes, em função da pandemia de coronavírus. A entidade decidiu isentar todos os times do pagamento das taxas relativas ao registro de contratos e à transferência de jogadores.

De acordo com a CBF, a iniciativa deve provocar um alívio financeiro de R$ 1,3 milhão aos clubes brasileiros por mês. A entidade destaca que a "medida inclui isenção de valores relativos à registro de contratos definitivos, de contratos de empréstimo, de renovação, prorrogação ou rescisão contratual, além das transferências de atletas."

A suspensão do pagamento dos valores é por tempo indeterminado. As competições nacionais e estaduais no futebol brasileiro estão paralisadas e sem uma indicação de quando poderão ser retomadas, em função da expansão dos casos de coronavírus em todo o País.

Até por esse impasse, os principais clubes do Brasil optaram por dar 20 dias de férias coletivas aos elencos. O período de descanso teve começo na última quarta-feira na maior parte das agremiações.