Esportes CBB e CBC selam acordo e definem competições nacionais de base para 2021

CBB e CBC selam acordo e definem competições nacionais de base para 2021

A Confederação Brasileira de Basketball (CBB) e o Comitê Brasileiros de Clubes (CBC) se entenderam após polêmica e acertaram o prosseguimento da parceria que foi iniciada em 2017. O CBC optou por investir também na Liga Nacional de Basquete (LNB), o que havia desagradado o presidente da CBB, Guy Peixoto Jr. Agora tudo caminhou para que o plano de fortalecimento da base, focado na formação de novos jogadores em todas as regiões do Brasil, continue.

O comunicado foi assinado pelos presidentes da CBB e do CBC, Jair Alfredo Pereira. O investimento para 2021 vai contemplar competições de base, no masculino e feminino, em três categorias: sub-14, sub-16 e sub-19. Além disso no basquete 3x3, que estará em sua primeira Olimpíada em Tóquio, no sub-15, sub-18 e sub-23, também nos dois naipes.

"Procuramos sempre dar muita atenção ao basquete de base e vamos seguir com esse propósito. Estamos felizes com a sequência da parceria com o Comitê Brasileiros de Clubes, que nos possibilita realizar competições importantes, que envolvem muitas equipes, movimentando uma gama enorme de garotas e garotos de todo o território nacional", comentou Guy Peixoto.

Antes de assinar o acordo, no entanto, o presidente da CBB havia reclamado da postura do CBC. A entidade fechou parceria para assumir o setor de logística do Novo Basquete Brasil (NBB) e da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB), torneios organizados pela LNB, em informação publicada com exclusividade pelo Estadão.

O investimento no adulto em detrimento da base, segundo declarou Guy Peixoto em nota oficial da entidade, era lamentável. O CBC respondeu e ameaçou até mesmo rever o plano que já estava sendo discutindo entre as partes. As entidades apararam arestas e vão dar continuidade na parceria.

Para o coordenador técnico da CBB, Alex Oliveira, a sequência deste trabalho iniciado há alguns anos é muito importante para o basquete nacional de base. "Gostaria de ressaltar a importância dessa parceria com o CBC, não só com a nossa entidade, mas com todas as confederações que contam com apoio do Edital de Competições. Para a Confederação Brasileira é muito importante dar sequência ao trabalho que vem sendo realizado desde 2017, agora conseguimos agregar o Basquete 3x3, que teve uma etapa masculina este ano, mas por conta da pandemia não pudemos dar prosseguimento, como ocorreu com todas as outras disputas", relatou.

"É muito importante e o próximo passo envolve a parte técnica, já estamos conversando com a área técnica do CBC, preparando o regulamento, tabela e formato de competição; para 2021 usaremos o ranqueamento, que fizemos entre 2017 e 2019, além disso, vamos avançar nessa parte importante de competição, que é o final do processo", acrescentou Oliveira.

Últimas