Esportes Canelo planeja pelo menos 3 lutas em 2021 nos meses de fevereiro, maio e setembro

Canelo planeja pelo menos 3 lutas em 2021 nos meses de fevereiro, maio e setembro

O pugilista mexicano Saul Canelo Alvarez planeja um ano de 2021 bastante agitado com pelo menos três lutas: em fevereiro, maio e setembro. Todas na categoria dos supermédios para unificar os principais cinturões. Os três possíveis adversários são o turco Avni Yildirim, o britânico BJ Saunders e o americano Caleb Plant.

O duelo com Yildirim, segundo do ranking do Conselho Mundial de Boxe (CMB, na sigla em inglês), poderá ser em Guadalajara, cidade natal de Canelo. Com Saunders, campeão da Organização Mundial de Boxe (OMB), e Plant, dono do cinturão da Federação Internacional de Boxe (FIB), os duelos poderão ser em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Eddy Reynoso, empresário e treinador de Canelo, deixou em aberto a possibilidade de uma quarta luta no ano, no mês de dezembro, mas tudo vai depender dos resultados, das negociações e da pandemia do novo coronavírus.

Com isso, acaba a expectativa de um terceiro duelo com o casaque Gennady GGG Golovkin, após uma vitória e um empate. A partir de 2022, a ideia de Canelo é passar para os meio-pesados, categoria na qual já ganhou um título, da OMB, ao bater em 2019 o russo Sergey Kovalev.

Com 30 anos, Canelo acumula 56 combates no boxe profissional, somando 53 vitórias, uma derrota e dois empates. Sua última apresentação foi em novembro de 2019 contra Kovalev, com um nocaute no 11.º round. Com a vitória, o mexicano sagrou-se campeão de cinco divisões: meio-médio (66,6 kg), super meio-médio (69,8 kg), médios (72,5 kg), supermédios (76,2 kg) e meio-pesados (80,4 kg).

Últimas