Esportes Campeão como jogador e técnico, Deschamps teme por Copa do Mundo banalizada

Campeão como jogador e técnico, Deschamps teme por Copa do Mundo banalizada

O técnico da seleção da França, Didier Deschamps, campeão mundial em 1998, como jogador, e em 2018, como

treinador, se mostrou contra nesta quinta-feira à iniciativa da Fifa de realizar uma Copa do Mundo a cada dois anos.

"Me dá a impressão de que a banalizaria, nas não conheço todos os interesses. Estamos acostumados a que seja a cada quatro anos e está bem assim. Mas, se os interesses da maioria mudam, podemos chegar a isso", disse o ex-volante, em entrevista coletiva.

Deschamps ainda brincou sobre o novo calendário internacional, que a Fifa propõe para depois de 2028, ao afirmar que já não está mais no comando da seleção francesa. "Não estarei envolvido. Assistirei pela televisão", disse o técnico.

A Fifa apresentou recentemente a proposta de debater a mudança no calendário internacional, o que resultaria na realização do torneio a cada dois anos.

Essa mudança, se aprovada, seria colocada em vigor a partir de 2028 e a mesma periodicidade sendo aplicadas aos torneios continentais - como Eurocopa e Copa América -, já partir de 2025.

Últimas