Bryan Ruiz, ex-Santos, volta a jogar na Costa Rica, após 14 anos

O meio-campista Bryan Ruiz, ex-jogador do Santos, vai voltar a atuar pela Deportiva Alajuelense após 14 temporadas no exterior. Segundo o jogador, de 34 anos, o objetivo é atingir um bom nível, garantir uma vaga na seleção costarriquenha e disputar o Mundial do Catar no ano que vem.

"Voltei para onde tudo começou, para a equipe que me abriu as postas. Aqui me sinto em casa e sempre foi minha prioridade", disse o jogador, que disputou a Copa do Mundo do Brasil em 2014 e da Rússia em 2018, em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira.

Ruiz, que ainda está no Brasil, vai assinar contrato de dois anos com a Alajuelense, equipe em que atuou nas categorias de base e foi negociado com o futebol europeu em 2006. O camisa 10 da seleção costarriquenha se desvinculou do Santos no último dia 13, após dois anos de muitos problemas com a diretoria do time brasileiro e poucas atuações em campo.

O veterano afirmou que sua intenção é cumprir o contrato com a Alajuelense até o fim, disputar o Mundial com a seleção e depois encerrar a carreira. "Estou muito contente de retornar a um time histórico. Prometo cumprir meu contrato de forma profissional e jogar da melhor forma possível para levar o clube a mais uma conquista nacional, objetivo de toda a temporada", disse o meia canhoto, que, por causa de sua apagada passagem pelo Santos, acabou perdendo espaço no selecionado de seu país.

Agustín Lleida, diretor da Alajuelense, revelou que Bryan Ruiz também vai participar de um projeto do clube para a descoberta de novos talentos a serem utilizados nas categorias inferiores. "Bryan quer voltar a competir em alto nível e o melhor lugar para isso é em sua casa. Além disso, sua ética e liderança serão importantes para encabeçar este novo plano do clube."

Fora da Costa Rica, Bryan Ruiz atuou no Gent (Bélgica), Twente, PSV (ambos da Holanda), Fulham (Inglaterra), Sporting (Portugal), além do Santos.