Esportes Bengals quebram jejum e decidem Super Bowl em casa contra os Rams

Bengals quebram jejum e decidem Super Bowl em casa contra os Rams

O Super Bowl LVI está definido. A disputa pelo título da temporada da atual temporada da NFL (Liga de Futebol Americano, sigla em inglês) será decidida entre Cincinnati Bengals e Los Angeles Rams. As equipes chegam à final após vencerem suas respectivas conferências e se enfrentam no dia 13 de fevereiro, no SoFi Stadium, em Los Angeles.

O Cincinnati Bengals se classificou após vencer o Kansas City Chiefs por 27 a 24, na prorrogação. A equipe da joia Joe Burrow conseguiu uma virada na casa do adversário, diante de um estádio lotado, submetendo a estrela Patrick Mahomes à primeira derrota em uma final de conferência. O quarterback levou os Chiefs para as duas últimas finais da NFL, se sagrando campeão em 2020.

Esta foi a primeira vitória fora de casa do Cincinnati na história dos playoffs. O feito coincide com a quebra de um jejum de 34 anos sem vitórias da franquia na pós-temporada da NFL. A equipe vai buscar o primeiro título no Super Bowl.

Por sua vez, o Los Angeles Rams garantiu a vaga no Super Bowl LVI ao derrotar o San Francisco 49ers por 20 a 19 na Conferência Nacional. O time de São Francisco chegou a entrar no último quarto vencendo por 17 a 7, mas viu o confronto virar de panorama no "two-minute warning", quando o wide receiver Cooper Kupp comandou a equipe à vitória.

Antes do confronto com os 49ers, os Rams já haviam ganhado destaque por eliminar o atual campeão Tampa Bay Buccaneers, de Tom Brady. A queda nessa temporada da NFL culminou na aposentadoria do astro, marido da brasileira Gisele Bündchen, de acordo com a imprensa americana.

Esta será a segunda vez que uma equipe vai ter a oportunidade de disputar um título em casa. Em 2021, o Buccaneers ergueram a taça na cidade de Tampa, na Flórida. O Los Angeles Rams espera repetir o feito de 1999 e conquistar o segundo título de sua história.

CASA CHEIA - Apesar do aumento dos casos de covid-19, impulsionados pela variante Ômicron, as autoridades da NFL esperam ter casa cheia para a decisão. Cerca de 70 mil pessoas são aguardadas para o evento, considerado o principal do esporte americano.

De acordo com a organização do torneio, os torcedores que comparecerem ao jogo serão obrigados a mostrar comprovante de vacinação ou teste negativo de covid-19 e usar máscaras quando não estiverem comendo ou bebendo. Katie Keenan, diretora sênior de operações de eventos da NFL, garante que o evento não será transferido de lugar, nem será definido um limite de público.

"Recebemos o Super Bowl no ano passado em Tampa com capacidade limitada, então encerrar esta temporada incrível com um Super Bowl com capacidade total aqui neste estádio inacreditável, não poderíamos estar mais empolgados", disse.

Últimas