Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Esporte - Notícias sobre Futebol, Vôlei, Fórmula 1 e mais
Publicidade

Barcelona alfineta ida de Messi aos EUA: 'Liga com menos exigência e longe de pressão'

|Do R7


O Barcelona publicou um comunicado em seu site oficial para desejar boa sorte a Lionel Messi no Inter Miami, dos Estados Unidos, horas após o clube americano anunciar o craque argentino como reforço nesta quarta-feira. O texto, contudo, se distancia do tom de carinho para dar uma pequena alfinetada na escolha feita pelo jogador de 35 anos.

"O presidente Laporta entendeu e respeitou a decisão de Messi de querer disputar um campeonato com menos exigências, mais longe dos holofotes e das pressões a que foi submetido nos últimos anos. Tanto Joan Laporta quanto Jorge Messi (pai do jogador) também concordaram em trabalhar juntos para promover uma homenagem adequada dos torcedores do Barça a um jogador de futebol que foi, é e sempre será amado pelo Barça", diz a nota.

Desde que Messi definiu que não continuaria jogando no Paris Saint-Germain, o Barcelona surgiu como nome forte para ser seu novo destino e tinha muita esperança de convencê-lo a voltar. No texto desta quarta, o clube afirmou que recebeu a resposta negativa no início da semana, antes de o acerto com o Inter Miami tornar-se público.

"Na segunda-feira, 5 de junho, Jorge Messi, pai e representante do jogador, comunicou ao presidente do clube, Joan Laporta, a decisão do jogador de ingressar no Inter Miami, apesar de ter recebido uma proposta do Barça, considerando o desejo do FC Barcelona e Lionel Messi para ele voltar a vestir a camisa blaugrana", afirmou.

Publicidade

Como diz o comunicado, Messi tinha, de fato, o desejo de retornar para o Barcelona. De acordo com ele, a negociação não se concretizou porque envolveria uma reformulação completa no clube, que teria que adequar sua folha de pagamentos para não ultrapassar o teto de gastos imposto aos times espanhóis pela LaLiga. Foi exatamente por isso que ele saiu do Barcelona em 2021, quando negociava sua renovação de contrato.

"Estava ansioso para poder voltar, mas depois de ter passado pelo que vivi e pela saída que tive, não queria ficar na mesma situação de novo: ficar esperando para ver o que ia acontecer e deixar meu futuro nas mãos de outros. Ouvi dizer que tinham de vender jogadores ou de baixar os salários dos jogadores, e a verdade é que não queria passar por isso, nem me encarregar de obter algo que tivesse a ver com tudo isso", disse Messi em entrevista conjunta aos jornais espanhóis Sport e Mundo Deportivo.

Messi aceitou a oferta financeira do Inter Miami e vai tentar reerguer o lanterna da competição, com somente 15 pontos após 16 partidas. Ele se apresenta após defender a Argentina nos amistosos contra Austrália e Indonésia, dias 15 e 19 de junho, respectivamente.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.