Automobilismo Transporte público é a melhor opção ao torcedor da F-1 que for até Interlagos

Transporte público é a melhor opção ao torcedor da F-1 que for até Interlagos

CET irá montar bloqueios e fará esquema especial de trânsito na região

GP Brasil acontece às 14h neste domingo (13)

GP Brasil acontece às 14h neste domingo (13)

GettyImages

Para quem for conferir o GP do Brasil de Fórmula 1, neste domingo (13), no autódromo de Interlagos, deve ficar esperto na hora de chegar à pista. A CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) irá montar um esquema especial de trânsito na região. Serão montados bloqueios fixos na avenida Interlagos, entre a avenida das Nações Unidas e a praça Moscou. Somente veículos credenciados ao evento e ônibus de linhas regulares municipais de transporte poderão acessar a avenida Interlagos neste trecho.

Assim, a melhor maneira de ir até o autódromo é utilizando o transporte público. Linhas especiais de ônibus serão disponibilizadas pela SPTrans para quem for assistir a corrida. O Expresso SPtrans F1 partirá de seis miniterminais direto ao autódromo, com saídas entre às 6 horas e às 13 horas. Os ônibus terão valores de R$ 38 para quem comprar ida e volta e R$ 27 para torcedores que optarem só por um percurso.

Já a CPTM terá uma operação especial na Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú), diminuindo os intervalos entre os trens. A estação Autódromo, na rua Plínio Schmidt, está localizada a apenas 600 metros do setor G do autódromo. A recomendação é que os torcedores saiam pela rua Plínio Schmidt, sigam pela direita até a praça Automóvel Club Paulista, virem a esquerda na avenida Feliciano Correia e sigam em frente até a entrada do portão G. Demais portões deverão seguir à esquerda pela avenida Jacinto Júlio.

Já para voltar de Interlagos, o torcedor poderá optar tanto pelo sistema de transporte público (ônibus para diversas localidades da cidade serão disponibilizados ao redor do autódromo) quanto pelos táxis, que estarão estacionados em dois pontos: na avenida Interlagos entre a praça Enzo Ferrari e a avenida Antônio Barbosa da Silva Sandoval e na avenida Jacinto Júlio entre a rua Feliciano Correia e a avenida Rubens Montanaro Borba.

ALTERNATIVAS - Para os moradores da região, existirão algumas opções de vias para chegar em casa: quem mora no sentido bairro, à direita da avenida Interlagos, deverá utilizar a avenida Atlântica e a avenida do Rio Bonito. Para os moradores do lado esquerdo, lado oposto ao autódromo, as vias serão rua Miguel Yunes e ponte Vitorino Goulart da Silva.

Para acessar as vias bloqueadas, não será necessário cadastramento prévio. Basta se identificar ao agente de trânsito e apresentar um comprovante de residência, como uma conta de água ou luz.

As linhas de ônibus regulares com destino ao centro, provenientes da avenida Senador Teotônio Vilela serão desviados à esquerda na avenida do Jangadeiro. Os demais veículos serão desviados na rua Padre José Garzotti, seguindo pela rua Juan Gonzáles Vila, rua Mangaratiba, rua Suape, avenida Jacinto Júlio até a avenida João Paulo da Silva.

Outra mudança importante será na ciclofaixa de lazer montada no trecho da Guarapiranga. Devido à corrida, ela não será ativada neste domingo, voltando a funcionar no próximo dia 20.

RESTRIÇÕES - Para evitar contratempos, quem vai a Interlagos precisa ficar atento às várias restrições. Não é permitido, por exemplo, entrar no autódromo com alimentos ou bebidas, ainda que não sejam alcoólicas. Mas em todos os setores das arquibancadas haverá lanchonetes para atender ao público.

Equipamentos de foto e vídeo profissionais também são vetados, bem como objetivos volumosos, como caixas de

isopor e coolers, e pesados. Levar guarda-chuva, pequeno, não é só permitido como aconselhável, em função da instabilidade do tempo na região de Interlagos. Capas também podem ser úteis.

A previsão é de temperatura alta, por isso roupas e calçados leves trazem mais conforto. Um agasalho pode ajudar depois da prova. Os portões de Interlagos abrem às 7 horas.

Últimas