Automobilismo Piloto lamenta morte no Rally Dakar: 'Vai me assombrar pelo resto da vida'

Piloto lamenta morte no Rally Dakar: 'Vai me assombrar pelo resto da vida'

Líder na classificação da categoria, Ales Loprais se pôs à disposição para cooperar com as autoridades locais

Agência Estado - Esportes
Ales Loprais disputa a categoria de caminhões no Rally Dakar

Ales Loprais disputa a categoria de caminhões no Rally Dakar

Reprodução/Instagram/ @ales_loprais

O piloto Ales Loprais, da República Checa, usou as redes sociais para lamentar o acidente que terminou com a morte de um turista italiano durante a nona etapa do Rally Dakar, disputada entre Riad e Haradh, na Arábia Saudita. O competidor acabou atropelando o homem, que não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Loprais, visivelmente emocionado, afirma que em nenhum momento avistou a vítima antes do atropelamento. Segundo o piloto, ele foi informado de que o homem tinha 69 anos e estava atrás de uma duna tirando uma foto da mulher quando foi atingido pelo caminhão do checo.

"Uma vida humana acabou por minha causa, indiretamente, porque era eu quem dirigia. Tenho que admitir que nem eu nem minha tripulação percebemos", disse Loprais. "Quero expressar as minhas mais sinceras condolências à sua família e amigos. Lamento muito este acidente, que vai me perseguir para o resto da minha vida."

Segundo a organização do Rally Dakar, a vítima chegou a ser resgatada de helicóptero pela equipe médica e morreu durante seu traslado. As circunstâncias do acidente estão sendo investigadas. Em 45 edições do Rally Dakar, 73 pessoas já morreram, 27 delas competidores.

Loprais é o líder da categoria de caminhões e um dos favoritos ao título. De acordo com a organização da competição, o piloto se pôs à disposição das autoridades para a investigação do caso e, portanto, não pôde iniciar a etapa especial desta quarta-feira.

O Rally Dakar começou no dia 31 de dezembro, às margens do mar Vermelho, para percorrer 8.000 quilômetros até chegar no próximo dia 15 de janeiro à cidade de Dammam, na costa leste da Arábia Saudita. A competição está sendo disputada pela quarta vez consecutiva no país árabe, conhecido pela vasta área desértica.

Boxeador campeão mundial deixa prisão e nocauteia rival dominicano

Últimas