Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Piloto da Fórmula 1 fica preso em hotel durante tempestade que cancelou GP da Emília-Romagna

Chuva forte na terça-feira aumentou para oito o número de óbitos na região italiana; Nyck de Vries está bem e em casa

Automobilismo|Do R7

Nyck de Vries ficou em hotel da McLaren, escuderia concorrente para se abrigar
Nyck de Vries ficou em hotel da McLaren, escuderia concorrente para se abrigar Nyck de Vries compartilhou foto de hotel lotado em vilarejo italiano (Foto: Reprodução/Instagram)

O GP da Emília-Romagna, que seria disputado neste domingo, precisou ser cancelado devido às fortes chuvas que atingem o norte da Itália desde o início da semana. A sede da AlphaTauri, na cidade de Faenza, fica a apenas 15 km do Circuito de Ímola, e um dos titulares da equipe, Nyck de Vries, se dirigia ao local na noite da última terça-feira (16), quando nova tempestade chegou à região. A saída para o holandês foi se abrigar no único hotel do vilarejo mais próximo de onde estava.

Funcionários da McLaren também estavam hospedados no local, e foi justamente um mecânico da montadora que ofereceu o quarto para de Vries passar a noite. Além disso, moradores que precisaram deixar as suas casas foram recebidos no hotel na manhã seguinte.

Nas redes sociais, o piloto holandês detalhou os perrengues que passou e agradeceu a todos que o ajudaram durante a tempestade. Nyck precisou dirigir por montanhas e vilarejos para chegar em casa em segurança.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no Telegram

"Noite de terça-feira, 23h30, a caminho de Faenza para um dia de marketing na fábrica da AlphaTauri na quarta-feira. Está chovendo intensamente. Faenza já está inundada e eu não consigo chegar ao meu hotel. De volta à rodovia, não havia opção também. Fiquei preso em um vilarejo com um único hotel já lotado. Felizmente a McLaren ficou presa ali também, mais cedo, e o mecânico deles, Frazer, foi gentil de me ceder seu quarto. Na manhã seguinte, a recepção do hotel havia se tornado um abrigo de emergência para pessoas forçadas a escapar de suas casas durante a noite. Após o anúncio da F1, eu só vi uma forma de voltar pra casa, que era pilotar por Firenze. Depois de uma viagem aventuresca através da montanha, graças à ajuda de moradores e autoridades em vários vilarejos, finalmente cheguei bem em casa. Obrigado a todos que foram bondosos em me ajudar. Foi de aquecer o coração ver tantos cuidando uns dos outros. Meus pensamentos estão com aqueles que ainda seguem afetados pela tragédia. Em breve estarei em Faenza para encontrar minha equipe e as pessoas da região! Força", escreveu.

Publicidade

O temporal da noite de terça-feira aumentou para oito o número de vítimas fatais na região, além de deixar centenas de desabrigados.

A Fórmula 1 ainda não bateu o martelo sobre a possibilidade de reagendar o GP de Emília-Romagna, mas um porta-voz da organização disse à reportagem que as chances de isso acontecer são "muito improváveis". Com isso, o calendário da competição deve continuar normalmente. Já no próximo domingo, dia 28, será disputado o GP de Mônaco.

Novinhos e milionários: confira os atletas com menos de 25 anos mais bem pagos do mundo

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.