Automobilismo Mick Schumacher diz estar perto da F-1: "É o meu sonho"

Mick Schumacher diz estar perto da F-1: "É o meu sonho"

Filho de Michael Schumacher, heptacampeão mundial da categoria, tem boas possibilidades de pilotar um carro com motor Ferrari em 2021

  • Automobilismo | Eugenio Goussinsky, do R7

Schumacher é o líder da F-2 neste ano

Schumacher é o líder da F-2 neste ano

Ronald Wittek/EFE/08-10-20

Atual líder do Mundial de Fórmula 2, Mick Schumacher, de 21 anos, admitiu que seu objetivo final no automobilismo é chegar à Fórmula 1, onde seu pai, Michael Schumacher, se sagrou heptacampeão.

Veja também: Maior escola pública de surfe adaptado do país retoma as aulas em Santos (SP)

"O objetivo final é a F-1 e acho que é o mesmo para todos que estão na F-2, mas há lugares muito limitados na F-1. Quem os pega no final é algo que só os patrões sabem. Nós realmente não falamos sobre isso e não recebemos informações sobre isso", disse, ao site da F-2, da Federação Internacional de Automobilismo, em artigo publicado nesta semana.

Ele destacou que, em sua trajetória, o prazer de estar competindo, na equipe PREMA, é o que o mais estimula, independentemente da categoria. E é desta maneira, segundo deixou claro, que ele quer ingressar na principal categoria do automobilismo: desfrutando.

“Vocês tentam crescer juntos e a PREMA tem feito um trabalho fabuloso. Não estou dizendo que ainda estou pronto, 100%, mas estou dizendo que estamos bem perto (de chegar à F-1)”.

Mesmo jovem, Schumacher acredita que tem acumulado experiência para se conhecer cada vez melhor como piloto. A frustrante campanha de 2019, quando terminou em 12º lugar no campeonato, o motivou a se superar na temporada seguinte.

“Estou curtindo cada dia, apenas me divertindo”, disse. E completou, sobre o ano anterior.

“Estou gostando de dirigir, estou gostando do trabalho nos bastidores e acho que essa é realmente uma das chaves que me colocaram nesta posição. Tivemos algumas corridas difíceis, tivemos nossos altos e baixos, mas acho que isso nos trouxe para onde estamos agora e me sinto muito, muito confortável no carro”.

No último dia 30 de setembro, o piloto, que nasceu em Vufflens-le-Château, Suíça, participou de mais um teste da Ferrari na pista de Fiorano, na Itália. Por ser um dos três membros da Academia de Pilotos da Ferrari, ele testou um dos carros da equipe, algo que ele já fez em outras ocasiões.

Por questões meteorológicas, no entanto, foi cancelada sua primeira participação em treinos livres na F-1, que seriam válidos para o Grande Prêmio do Eifel, em 10 de outubro último.

Apesar da frustração, Schumacher acredita que sua estreia na categoria teve apenas um breve adiamento. É mais provável que ele corra por uma equipe de motor Ferrari, no caso a Alfa Romeo ou a Haas.

“Meu sonho é a F-1, meu sonho é o automobilismo e, portanto, estou sempre pensando nisso e sempre sonhando com isso", completou.

Exemplo no esporte! Lewis Hamilton coleciona atitudes contra racismo

Últimas